Roupas e calçados estão entre os preferidos para as compras de fim de ano

O curso de Administração da Setrem realizou uma pesquisa de intenção de compras para o Natal em Três de Maio e municípios da região. Conforme os números, 85,26% dos três-maienses entrevistados pretendem fazer as compras no comércio local, sendo que roupas e calçados são a preferência do consumidor na hora de presentear. Quanto aos principais fatores de escolha do lugar da compra, atendimento, acessibilidade ao local, preço e diversidade são levados em conta.

Roupas e calçados estão entre os preferidos para as compras de fim de ano
Pesquisa aponta opção pelo comércio local durante a pandemia

Consumidor irá optar por fazer compras no comércio local

 

Pesquisa da Faculdade de Administração da Setrem mostrou que a intenção de compra deste fim de ano é por produtos como roupas e calçados

 

A Faculdade de Administração da Setrem divulgou os resultados da pesquisa da pesquisa de comportamento de compra para o fim do ano de 2020. A pandemia do novo coronavírus influenciou diretamente alguns resultados. Um item da pesquisa que chamou a atenção foi a fidelidade dos consumidores ao comércio local.


A pesquisa foi realizada pelos acadêmicos do 6º semestre, de 19 de outubro a 2 de novembro. Participaram 4.471 pessoas de 10 municípios da região: Alegria, Boa Vista do Buricá, Crissiumal, Doutor Maurício Cardoso, Horizontina, Independência, Santa Rosa, São José do Inhacorá, Três de Maio e São Martinho. O grau de confiança é de 90% e a margem de erro é de 6%.


“Devido à pandemia alteramos a técnica da coleta de dados. Nos anos anteriores foi utilizada a técnica de entrevista, onde os acadêmicos realizaram as perguntas presencialmente para a população. Este ano eles utilizaram a técnica tipo questionário, onde foram enviados os formulários no formato digital e também impressão em papel", explica o professor e coordenador da pesquisa, Jesildo Lima.


As campanhas nas mídias sociais e apelos das entidades que representam os comerciantes fez com que a população optasse por valorizar o comércio de suas cidades. Mas, por outro lado, também aumentou o número de pessoas que compram pela internet, atingindo percentuais de 80% em alguns municípios.
Outro dado que vale destacar é a mudança dos produtos pretendidos neste fim de ano. “Em anos de economia mais aquecida prevalece aqueles produtos como bebidas e chocolates, visando comemorações. Neste ano ficou evidenciado a intenção em produtos como roupas e calçados destinados ao uso no dia a dia”, destaca Lima.


Para essas compras, os entrevistados informaram que devem gastar entre R$ 50,00 e R$ 300,00. E os principais fatores de escolha de onde comprar continuam reforçando as variáveis de atendimento, acessibilidade ao local, preço e diversidade.

 

 

Perfil de compra do consumidor três-maiense

Em Três de Maio, 85,26% dos entrevistados pretendem fazer as compras no comércio local. Destes, a maioria, 27,3% pretende gastar entre R$ 201 e R$ 300 em presentes; 19,4% entre R$ 301 a R$ 500; 18,9% entre R$ 101 e R$ 200; 14,7% entre R$ 51 a R$ 100; 9,4% de R$ 501 a R$ 1000; 6,3% até R$ 50 e 4% pretende gastar mais de R$ 1.000 nas compras de fim de ano.


Sobre os produtos que desejam comprar, a maioria, 20,3%, respondeu roupas; em segundo lugar com 13,6% apareceram bebidas/alimentos e, em terceiro lugar, com 10,5% das respostas ficaram calçados. 


Com relação aos recursos financeiros que serão destinados às compras, 35,2% irá utilizar remuneração periódica; 29,4% usará o 13º salário e 17,8% poupança ou reserva. Quanto ao pagamento, a grande maioria, 65,2% diz optar por cartões de débito ou crédito; 17,3% prefere pagar com dinheiro em espécie e 14,7% quer pagar com carnê da loja.