Região conclui plantio de canola

A área cultivada em Três de Maio é de cerca de 100 hectares. Exigência de maquinário específico reduz interesse de produtores, diz Emater

Região conclui plantio de canola
Estimativa de rendimento médio é de 1.200 quilos por hectare, o que equivale a 20 sacas - Foto Emater

O plantio de canola foi concluído na região de Santa Rosa. De acordo com o Informativo Conjuntural da Emater, 86% da área está na fase de germinação e desenvolvimento vegetativo, e 14% das lavouras já estão em florescimento, pois foram implantadas no cedo. As lavouras apresentam bom aspecto geral, com boa população de plantas devido à boa germinação e sanidade. Em Três de Maio estão sendo cultivados cerca de 100 hectares com canola. 


De acordo com o chefe do escritório da Emater de Três de Maio, Leonardo Rustick, o município já teve em torno de 200 a 300 hectares cultivados com canola, mas a cultura nem se compara com as áreas de trigo (10.260 ha), soja (20.200 ha) e milho (6.600 ha) que são bem mais expressivas. “Alguns produtores cultivam como alternativa de renda e diversificação. Inclusive o preço é bem atraente, praticamente o mesmo da soja, com um ou dois reais a mais”, destaca. 


Rustick justifica o baixo interesse pela canola no município à exigência de muita tecnologia, máquinas específicas para plantio e colheita. “É uma cultura que exige um bom nível tecnológico das propriedades e dos produtores. Mas, claro, chega a ser uma alternativa também porque o óleo de canola tem uma aceitação muito boa no mercado, e existe empresa compradora na região. Portanto, existe essa cadeia montada para a canola, mas aqui em Três de Maio não é tão significativa a área”.


Para a área plantada, a estimativa de rendimento médio é de 1.200 quilos por hectare, o que equivale a 20 sacas.