Escolas privadas estão prontas para iniciar o ano letivo

Nas duas maiores escolas da rede particular de Três de Maio, aulas iniciam em fevereiro com aulas presenciais e online

Escolas privadas estão prontas para iniciar o ano letivo
As escolas particulares estão devidamente adequadas para receber os alunos

O início do ano letivo nas escolas privadas de Três de Maio será nos mesmos moldes das aulas durante a pandemia, em 2020, com todos os protocolos de saúde exigidos para evitar a disseminação do coronavírus. Seja com aulas presenciais ou online, as escolas particulares estão preparadas para começar 2021.


O certo é que ainda está longe de ser aquele retorno de férias onde os colegas se abraçam e ficam próximos para conversar e matar a saudade. O momento ainda exige cautela, distanciamento, uso de máscaras e álcool gel. 


A Setrem terá dias diferentes para o início das aulas: a Educação Infantil começa dia 10 de fevereiro e os Ensinos Fundamental, Médio, cursos técnicos e cursos superiores no dia 22 de fevereiro. 


Já, no Colégio Dom Hermeto, os alunos de todos os níveis iniciarão as atividades em 17 de fevereiro.

 

 

A princípio, Setrem terá somente aulas presenciais

 

As escolas particulares estão devidamente adequadas para receber os alunos 

 

Na Setrem, as crianças da Educação Infantil iniciarão as atividades no dia 10 de fevereiro. Já os alunos dos Ensinos Fundamental, Médio, cursos técnicos e ensino superior voltam às aulas no dia 22 de fevereiro. 


Segundo o diretor geral da Setrem, Sandro Ergang, conforme as orientações recebidas do Sinepe/RS (Sindicato do Ensino Privado) e Ceed (Conselho Estadual de Educação) até quarta-feira, 27, “o retorno as aulas será exclusivamente presencial, resguardadas somente aquelas situações que apresentem comorbidades com atestado médico”. No entanto, o diretor acredita que, possivelmente, ainda virão orientações mais precisas por parte de governo estadual, uma vez que o decreto vigente ainda é o do término das aulas em 2020. 


Ergang explica que o formato híbrido poderá ser utilizado em caso de novas restrições que forem necessárias, ou ainda, suspensão das aulas presenciais, o que acredita ser pouco provável, a não ser por um possível lockdown.


Quanto ao número de alunos para o ano letivo que se inicia, segundo Ergang, se manteve o mesmo de 2020. “Houve trancamentos, mas em contrapartida novos alunos estão chegando, que resultaram na manutenção do número de alunos até o presente momento”. Conforme o diretor, ainda estão ocorrendo sondagens por parte de pais ou responsáveis, procura por informações que poderão alterar este cenário do número de matriculados até o início do ano letivo.

 

Sandro Ergang, diretor da Setrem: ‘formato híbrido poderá ser utilizado se houver novas restrições devido à pandemia’

 

 

Dom Hermeto continuará no sistema híbrido

 

Foram inúmeros os investimentos para adequar o espaço escolar de acordo com os protocolos exigidos

 

O Colégio Dom Hermeto iniciará seu ano letivo no dia 17 de fevereiro para todos os níveis de ensino. De acordo com o diretor, Gildor Scherer, a volta às aulas será de forma híbrida, obedecendo a todos os protocolos de segurança, visando ao máximo a saúde dos profissionais e estudantes envolvidos. “Nossas salas, de modo geral, atendendo aos protocolos, permitem o atendimento presencial de até 16 alunos, em média. Assim, o nosso trabalho visa a participação presencial do máximo de alunos possível”, destaca o diretor. 


Segundo Scherer, a aula presencial será transmitida em tempo integral e real para os alunos que optarem por assistir as aulas de casa, através das interações do Google Meet, como foi feito em 2020. “Com a demanda maior de alunos do que o permitido por sala, será feito escalonamento dos alunos. Importante ressaltar que a primazia pela qualidade das aulas in loco e online é ponto forte da instituição. O cumprimento do horário das aulas, bem como o acompanhamento dos alunos, se dará de maneira normal e diária”. 


O diretor explica que houve um crescimento significativo em número de alunos em todos os níveis de ensino. Como a escola ainda está realizando matrículas, não há como divulgar o percentual de aumento no número de alunos.


“Nós como instituição de ensino, temos a obrigação de zelar pela segurança de nossos colaboradores e estudantes, seguindo todos os protocolos, mas sem deixar de ofertar um ensino de qualidade, possibilitando aos educandos a apropriação dos conhecimentos pelas ferramentas e meios disponibilizados”, explica o diretor. 


Gildor defende que “o momento é de muito cuidado e ações seguras, para que logo ali adiante possamos colher os frutos das sementes hora semeadas. A Covid-19 nos deixará muitas lições. Que tenhamos sabedoria para assimilar as mesmas e sair fortificados desta pandemia”.


Para este novo ano letivo, o Colégio Dom Hermeto estará disponibilizando aos seus educandos, oficinas pedagógicas de reforço escolar em todos os níveis, a fim de sanar lacunas existentes e alicerçar o estudante para esta nova etapa de ensino. “Processo contínuo e de parceria entre a escola, estudantes e família”, afirma o diretor.

 

Gildor Scherer, diretor do Dom Hermeto: ‘Com a demanda maior de alunos do que o permitido por sala de aula - 16 alunos no máximo para a maioria das salas - , será feito escalonamento dos alunos’