Quando o Município sair da bandeira vermelha, retorno dos alunos às escolas municipais será definido em diálogo com prefeitos da região, diz SMECE

Quando o Município sair da bandeira vermelha,  retorno dos alunos às escolas municipais será  definido em diálogo com prefeitos da região, diz SMECE
Setrem adaptou suas instalações – seguindo todas as exigências do protocolo de segurança determinado pelos órgãos de saúde –, para um possível retorno às aulas. Na última semana, foi feita a sanitização das salas de aula

Após seis meses de paralisação, na última terça-feira, dia 1º, o governador Eduardo Leite apresentou um novo calendário para volta às aulas no Estado – em todas as redes de ensino –, iniciando pela Educação Infantil, a partir da próxima terça-feira, 8 de setembro, nas regiões que estiverem na bandeira laranja ou amarela por mais de duas semanas no modelo de Distanciamento Controlado. Neste calendário, as escolas estaduais retornam somente no dia 13 de outubro.

No momento, Três de Maio não se encaixa nesse calendário, pois a região se encontra na bandeira vermelha. Caso haja mudança, passando para a bandeira laranja ou amarela, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SMECE) de Três de Maio afirma que ainda não tem “resposta” sobre a situação. “Estamos dialogando com a região”, afirmou a secretária municipal de Educação, Tânia Georgi, ao jornal Semanal.

Já o diretor-geral da Setrem, Sandro Ergang, revelou à nossa reportagem que defende que “cada instituição deveria definir quais os alunos voltam primeiro, quando devem voltar e como devem voltar, já que são realidades diferentes em cada instituição”. Para Sandro, outro fator essencial para o retorno é um diálogo com as famílias, apresentando a elas em que condições a escola estará recebendo seus estudantes neste momento.


Por outro lado, o diretor do Colégio Dom Hermeto, Gildor Spengler Scherer, salienta que todas as decisões serão tomadas após muita discussão e análise interna; além de esperar por um posicionamento da Prefeitura assim que o Município sair da bandeira vermelha. “Porém, o retorno não deverá acontecer antes do dia 21 de setembro, conforme o planejamento pedagógico".