Projeto socioambiental entrega carrinhos para catadores

Sicredi, Aci, Setrem, Fahor, Poder Público e Global Communities se uniram para viabilizar o projeto

Projeto socioambiental entrega carrinhos para catadores
Carrinhos são padronizados e feitos com material mais leve, para facilitar o trabalho dos catadores
Projeto socioambiental entrega carrinhos para catadores

Um projeto de responsabilidade socioambiental, que tem o objetivo de fortalecer a capacidade técnica dos catadores e melhorar a qualidade e segurança no trabalho, através da disponibilização de equipamentos, uniu Sicredi, Aci, Setrem, Fahor, Poder Público e Global Communities, para colocar a ideia em prática.


A iniciativa surgiu na convenção anual dos colaboradores da Sicredi Noroeste RS, em novembro de 2019, com o propósito de concretizar uma ação comunitária sustentável e de voluntariado.
A comunidade de Três de Maio foi engajada através de uma campanha de sensibilização e compra de cucas. Com o valor arrecadado, foi executado um diagnóstico estruturado.


Com o mapeamento e a integração das instituições parceiras, o projeto evoluiu, com adequações, especialmente em relação ao cronograma, por conta da pandemia.


Além da mobilização de catadores e parceiros, produção, testes e adequações de protótipo de carrinho, planejamento de visitas técnicas a outras organizações do ramo, foram realizadas oficinas técnicas com os catadores interessados.


Nas oficinas, pré-requisito obrigatório para receber o seu carrinho, os interessados conheceram os temas relativos a: “o que é e a importância de um trabalho colaborativo”; “cuidar de si, dos outros e seus equipamentos”; “uso de EPIs e segurança no trabalho”; “manipulação de resíduos”; “planejamento financeiro” e “práticas de negociação”.


Na primeira fase, três catadores se habilitaram para receber seus carrinhos e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). O evento e entrega dos carrinhos ocorreu ontem, nas dependências do Campus Setrem em Três de Maio, com a participação dos representantes das entidades envolvidas.


O projeto prevê a produção de mais carrinhos, podendo chegar a um total de 20 unidades que serão destinadas a projetos em municípios da área de atuação da Sicredi Noroeste RS.

 

“ Esses carrinhos vêm ajudar muito a nossa associação. Eu, como presidente, e nossos sete sócios, agradecemos muito a iniciativa de nos contemplar com esses carrinhos, que são nossas ferramentas de trabalho. Eu estou neste ramo desde os 7 anos de idade, quando acompanhava meu pai e é daqui que saiu o sustento para mim e para meus dois filhos.”
Rosa Rodrigues, presidente da  Asmar, 37 anos, mãe de dois filhos, residente no Bairro Guaíra, em Três de Maio

 

“Trabalho como catadora há mais de 20 anos. Meu esposo ajuda quando precisa. Esse carrinho vai facilitar nosso trabalho, já que os nossos são muito pesados e difíceis de empurrar. Eu recolho em torno de 1000 kg/mês e esse é o meu sustento.”
Márcia Borges, 41 anos, casada, mãe de 4 filhos, residente no Bairro Guaíra, em Três de Maio

 

 

Cada instituição exerceu importante papel para viabilizar o projeto


Sicredi: Apoiar na melhoria da qualidade de vida e subsistência dos beneficiários e disponibilizar recursos (doações de carrinhos, uniformes, EPIs, concessão de créditos).


ACI: Apoiar na comunicação com os comerciantes (campanhas, sensibilizações, divulgação).


Setrem: Oferecer cursos práticos de diferentes temas (comportamental, gestão, segurança, entre outros).


Fahor: Produzir os carrinhos e oferecer cursos práticos de temas relacionados a engenharias, finanças e meio ambiente.


Poder Público: Apoiar na melhoria das condições de trabalho, criar um trabalho de rede colaborativa e propiciar infraestrutura adequada para atender as necessidades dos beneficiários.


Global Communities Brasil: Operacionalizar junto ao comitê gestor todas as etapas do projeto com os catadores.