Mais de R$ 7,5 milhões em auxílio emergencial já vieram para Três de Maio

Entre abril e 31 de julho, 4.760 três-maienses receberam mais de R$ 7.627.200 em recursos do programa do governo federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e desempregados. Nos seis municípios da microrregião de Três de Maio, o valor ultrapassa os R$ 14 milhões. Governo federal estuda manter o benefício até o final do ano.

Mais de R$ 7,5 milhões  em auxílio emergencial já vieram para Três de Maio
O programa do governo federal poderá ser prorrogado até fim do ano

Auxílio emergencial injetou mais de R$ 14,3 milhões na economia da microrregião de Três de Maio

O valor corresponde ao período entre abril e 30 de julho, nos municípios de Três de Maio, Independência, Alegria, São José do Inhacorá, Boa Vista do Buricá e Nova Candelária. Em Três de Maio, 4.760 pessoas receberam o benefício, o que representa 20% da população

A crise econômica, agravada pela pandemia da Covid-19, mudou a vida e o orçamento de muitas famílias brasileiras. Em muitas famílias, o cenário é de desemprego, redução da jornada de trabalho e de salários e outras situações que diminuíram a renda de trabalhadores responsáveis pelo sustento do lar.
Foi o caso de uma microempreendedora de Três de Maio. Com menos clientes e menor volume de negócios, ela decidiu fechar seu estabelecimento para não continuar pagando mais aluguel da sala comercial e começou a vender de casa em casa. Com filho pequeno e vendo que as despesas de casa só aumentavam, ela se inscreveu para o recebimento do auxílio emergencial, na categoria chefe de família. Tendo o auxílio aprovado, já recebeu quatro parcelas de R$ 1.200 cada.
Ela comemora a criação do programa. “Veio em boa hora, pois consegui colocar minhas contas em dia. Seria ótimo se o programa fosse prorrogado, pelo menos até a economia se estabilizar”, afirma.

Três de Maio já recebeu mais de R$ 7,6 milhões de recursos do programa

Entre abril e julho, os municípios da microrregião – Três de Maio, Independência, Alegria, São José do Inhacorá, Boa Vista do Buricá e Nova Candelária –, receberam a soma de R$ 14.377.800,00 do auxílio emergencial, beneficiando pelo menos 8.900 pessoas. 
Três de Maio foi o que obteve o maior montante: R$ 7.627.200,00, distribuído entre 4.760 pessoas que tiveram aprovado o auxílio. Na comparação entre o número de beneficiados e número de habitantes, que segundo o IBGE (2019) é de 23.906 pessoas, se pode afirmar que aproximadamente 20% da população solicitou o benefício, média de percentual seguido nos outros municípios da região, com exceção de Alegria, onde cerca de 28% da população obteve o benefício. Já em São José do Inhacorá e Nova Candelária, aparecem o menor percentual: cerca de 15% da população buscou o benefício.
Em Santa Rosa, já foram injetados R$ 23.544.600,00 em recursos através do auxílio emergencial; em Santo Ângelo, R$ 29.578.800,00 e, em Ijuí, R$ 30.453.000,00. 
Segundo o governo federal, existe possibilidade do auxílio ser prorrogado até o fim do ano, porém em menor valor.

Até ontem, foram pagos R$ 179 bilhões para  66,9 milhões de brasileiros

Instituído em abril deste ano, em meio à pandemia, o programa de auxílio emergencial que  concede uma parcela de R$ 600 a R$ 1.200 por mês, a cada beneficiário em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Projetado para durar três meses, o auxílio foi posteriormente prorrogado para um total de cinco parcelas. Agora, o governo discute formas de viabilizar uma nova prorrogação.
O benefício é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.
Até ontem, dia 28, em nível de Brasil, a Caixa realizou 254,2 milhões de pagamentos referentes ao auxílio emergencial, somando R$ 179 bilhões, beneficiando mais de 66,9 milhões de brasileiros. 
Nesta semana, o Tribunal de Contas da União determinou que o governo deve revisar a cada mês a lista de quem recebe o benefício. Conforme o TCU,  R$ 42 bilhões podem ter sido  pagos indevidamente. Somente em junho, foram excluídos 1,31 milhões de benefícios – o que corresponderia a R$ 1,46 bilhão pago de forma indevida.
O TCU também informou que até o dia 1º de agosto, 111.426 pessoas devolveram o auxílio de forma voluntária, totalizando R$ 104,2 milhões. 
 O Tribunal também estima que 3,3 milhões de brasileiros tenham os requisitos para receber o auxílio e não estão entre os beneficiários.

TRÊS DE MAIO
POPULAÇÃO*: 23.906
PESSOAS BENEFICIADAS: 4.760
Total pago até 30/07:  R$ 7.627.200

ALEGRIA
POPULAÇÃO: 3.466
PESSOAS BENEFICIDAS: 961
Total pago até 30/07:  R$ 1. 574.400

BOA VISTA DO BURICÁ
POPULAÇÃO: 6.712
PESSOAS BENEFICIADAS: 1.078
Total pago até 30/07: R$ 1.659,600

INDEPENDÊNCIA      
POPULAÇÃO: 6.167
PESSOAS BENEFICADAS: 1.451
Total pago até 30/07: R$ 2.434.800

NOVA CANDELÁRIA 
POPULAÇÃO: 2.698
PESSOAS BENEFICIADAS: 419 
Total pago até 30/07: R$ 621.600

SÃO JOSÉ DO INHACORÁ
POPULAÇÃO: 2.073
PESSOAS BENEFICIADAS: 308
Total pago até 30/07: R$ 460.200

DR. MAURÍCIO CARDOSO
POPULAÇÃO: 4.549
PESSOAS BENEFICADAS: 907
Total pago até 30/07: R$ 1.403.400

HORIZONTINA          
POPULAÇÃO: 19.329
PESSOAS BENEFICADAS: 3.308
Total pago até 30/07: R$ 5.543.400

TUCUNDUVA  
POPULAÇÃO: 5.678
PESSOAS BENEFICIADAS: 1.025         
Total pago até 30/07: R$ 1.565.400

SANTA ROSA
POPULAÇÃO: 73.254
PESSOAS BENEFICIADAS: 14.409            
Total pago até 30/07: R$ 23.544.600

SANTO ÂNGELO      
POPULAÇÃO: 77.593 
PESSOAS BENEFICIADAS: 17.414
Total pago até 30/07: R$  29.578,800

IJUÍ          
POPULAÇÃO: 83.475
PESSOAS BENEFICIADAS: 18.414
Total pago até 30/07: R$  30. 453.000