Conheça as propostas de Copatti e Corso para Três de Maio

Município conta com 17.671 eleitores, conforme dados do TSE. Para a eleição majoritária, são apenas duas candidaturas, enquanto que para vereadores são 70 candidatos

Conheça as propostas de Copatti e Corso para Três de Maio
Copatti e Corso, candidatos a prefeito de Três de Maio

 

 Faltando menos de um mês para as eleições municipais – 1º turno em 15 de novembro – é grande a movimentação dos candidatos e cabos eleitorais em campanha pelas cidades brasileiras. Esse ano, com tempo reduzido, sem comícios, sem aglomerações, em virtude dos protocolos sanitários impostos pela pandemia da Covid-19.


Mesmo diferente, a campanha eleitoral ganhou as ruas e esse é o momento do candidato apresentar as propostas e ir em busca para conquistar o voto do eleitorado.


Nesta edição, o Jornal Semanal está trazendo as primeiras entrevistas – de uma série – dos candidatos a prefeito e vice-prefeito dos municípios de Três de Maio, Alegria, Independência e São José do Inhacorá. 


O Semanal deu a oportunidade de participação para todos os candidatos à majoritária, enviando perguntas que foram respondidas por e-mail ou WhatsApp. As respostas deveriam estar limitadas a seis mil caracteres, em texto no Word. 
As entrevistas começam pelos candidatos a prefeito e vice de Três de Maio. O município conta com 17.671 eleitores, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para a eleição majoritária, são apenas duas candidaturas, enquanto para a proporcional, são 70 candidatos a vereadores. 


Altair Copatti, PT, concorre à reeleição para prefeito, e Ana Dockhorn, PDT, é candidata a vice, representando a coligação “Fortalecer para Crescer”. Marcos Corso, é o candidato a prefeito pelo Progressistas, tendo Josias Corrêa, Republicanos, a vice, da coligação “Um novo jeito de fazer política”.


Confira a seguir as entrevistas que estão dispostas em ordem alfabética, pelo nome do candidato a prefeito.

 

 

Coligação Fortalecer para Crescer – PT - PDT - MDB - PC do B

 

Candidato a prefeito
Altair Francisco Copatti

Idade: 60 anos - médico
Casado com Rosângela Copatti
Pai de Lauren, 27 anos, Natália, 20, e Raíssa, 18
Formação: Medicina
É o atual prefeito. Já foi prefeito em outros dois mandatos

 

 

Por que colocou seu nome à disposição para prefeito de Três de Maio?


Desde novo sempre compreendi a sociedade como merecedora do melhor esforço e dedicação de todos. Sempre via as carências, as necessidades e as dificuldades das pessoas para conseguirem progredir e buscar melhor qualidade de vida. Por isso, vendo essa realidade, busquei primeiro na medicina e, depois, na política fazer a minha parte para transformar nossa sociedade na busca de fraternidade, harmonia, desenvolvimento e igualdade social. Minhas administrações à frente do Município, e já são três, foram nesse sentido, de utilizar e transformar as ferramentas disponíveis no Município em alavancas para o bem-estar de todos os munícipes. Por isso coloquei meu nome à disposição do Partido e da Coligação com o objetivo de buscar esse sonho que é a melhora das condições de vida de todos os cidadãos de Três de Maio.

 


Por que você é a melhor opção para Três de Maio?


Utilizar essa forma de escolha entre pessoas, como melhor ou pior, é algo que não costumo fazer. Acho que todos são bons, que todos têm uma finalidade e um objetivo. A questão é somente saber se essa finalidade contempla todas as pessoas ou apenas parte delas. Por isso, não olho alguém como melhor ou pior, mas sim, olho observando se o que essa pessoa deseja é o melhor ao município, se ela tem a capacidade de conseguir levar o melhor projeto adiante. Nesse sentido conta muito a história, os exemplos e, principalmente, a experiência. E pelos relatos da comunidade, nossa administração revolucionou a comunidade, trazendo o bem-estar e melhorias sentidas por todos da cidade e interior. Por isso, acho que o projeto por nós representado é a melhor opção para o município de Três de Maio.

 


Se for eleito, qual a sua principal bandeira para os próximos quatro anos?


 A nossa principal bandeira será o desenvolvimento econômico, sem descuidar da saúde, educação, desenvolvimento social, infraestrutura e demais setores. Vamos apoiar a geração de mais renda na agricultura, bem como o empreendedorismo nos setores do comércio, da indústria, e principalmente dos serviços, que é uma vocação natural de Três de Maio. Para podermos continuar avançando na área social, precisamos gerar mais oportunidades de trabalho e emprego, ampliando a receita mediante mais valor adicionado.

 


Qual a sua proposta para saúde, educação, geração de emprego e renda?


Na SAÚDE vamos continuar enfrentando o desafio de oferecer atendimento de qualidade. Para isso já demos os primeiros passos com a aquisição dos primeiros equipamentos de diagnóstico por imagem, e aderimos ao Consórcio de Saúde da região de Ijuí. Isso vai possibilitar oferecer consultas e exames em mais especialidades. Na EDUCAÇÃO vamos continuar avançando para atingir a meta de oferecer todas as vagas necessárias na educação infantil e fundamental, também investindo na qualidade do ensino. A GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA será alcançada com apoio ao empreendedorismo local, com um amplo programa de atração de mais investimentos.

 


Se for eleito, quais os critérios para a formação da equipe de secretariado?


O critério é simples: a pessoa deverá combinar competência técnica com compromisso político com o nosso projeto, com a nossa concepção de desenvolvimento. Nós temos uma visão clara de Governo, baseada em desenvolvimento econômico, inclusão social e qualidade de vida. O sucesso da nossa gestão se deve, em grande parte, à equipe competente e comprometida que nós conseguimos formar.

 


O que Três de Maio pode e deve melhorar?


Sempre há o que melhorar. Três de Maio tem defasagens históricas, principalmente na área da infraestrutura, que estamos enfrentando com muita determinação. Nós queremos transformar Três de Maio no Município com melhor qualidade de vida da região, colocá-lo entre os melhores do Estado e mesmo, porque não, do País.

 

 

Candidata a vice-prefeita
Ana Dockhorn
Idade
: 53 anos - empresária
Casada com Marcos Hendges
Mãe de Mariana Dockhorn Hendges, 14 anos, e Clara Dockhorn Hendges, 12 anos
Formação: Faculdade de Direito, com especialização em Administração e Marketing

 

 

Por que colocou seu nome à disposição para vice-prefeita de Três de Maio?


Porque há 30 anos trabalhando como empresária na Rádio Colonial, tive a oportunidade de estar envolvida em várias causas sociais da comunidade. Me acho preparada e capacitada para dialogar com os munícipes três-maienses, na solicitação de suas demandas, para que junto com o Prefeito Copatti e toda a sua equipe, possamos atender e melhorar sempre mais a qualidade de vida das pessoas da nossa querida Três de Maio.

 


Por que você é a melhor opção para Três de Maio?


Não me sinto superior a qualquer homem ou qualquer mulher.  Tenho minhas características como pessoa humana e tenho a convicção de que posso ajudar as pessoas através da administração municipal, como assim faço na minha vida particular. Quem me conhece sabe que não faço distinção entre as pessoas, do mais humilde ao mais abastado, o que precisamos fazer é ir em busca de melhores condições de vida para todos. E assim que deve ser; trabalhar visando o bem-estar da comunidade.

 


Se for eleita, qual a sua principal bandeira para os próximos quatro anos?


O nosso município se caracteriza por ter pessoas empreendedoras. Temos muito potencial a ser desenvolvido. Quero trabalhar de uma forma a a dialogar com a ACI/Sindilojas para fortalecer as empresas, principalmente as micro e pequenas, bem como as causas sociais, as quais darei continuidade da forma como já faço há muitos anos, ampliando agora com uma visão pública e estaremos sempre à disposição dos munícipes,  para dialogarmos em todas as demandas da comunidade.

 

 

Coligação Um novo jeito de fazer política – Progressistas - Republicanos  - PTB

 

Candidato a prefeito
Marcos Vinícius Benedetti Corso
Idade:
33 anos - advogado
Namorado de Júlia Ferreira de Menezes
Formação: Graduado em Direito pela UFSM. Pós-graduado em Direito Previdenciário pela IESA. MBA em Gestão e Business Law pela FGV-RJ.

 

 

Por que colocou seu nome à disposição para prefeito de Três de Maio?


Em minha atuação como vereador eu observei a insatisfação da população com a atual gestão, por isso, eu e o Josias disponibilizamos nossos nomes para sermos a voz da mudança no município, através de um novo jeito de fazer política, com uma gestão competente, transparente e que visa atender as demandas da população.


Junto com você, queremos escrever novas páginas na história de Três de Maio, com uma saúde de qualidade, oportunidade de emprego e boas condições de vida para a população.


 


 Por que você é a melhor opção para Três de Maio?


Além de ouvir os munícipes para elaborar o nosso Plano de Governo, eu aprimorei as minhas habilidades na área de Gestão de Pessoas, Gestão Estratégica e Gestão de Negócios, através de um MBA em Gestão, o que me capacita a realizar a administração da máquina pública de uma forma eficiente.


Também temos o apoio de todos os parlamentares dos partidos que integram a coligação Um Novo Jeito de Fazer Política, que já garantiram que teremos as portas abertas para a busca de recursos em Porto Alegre e Brasília, a fim de evitar a necessidade de mais endividamentos para Três de Maio.


  
Se for eleito, qual a sua principal bandeira para os próximos quatro anos?

 

A bandeira que venho defendendo há quatro anos é a da liberdade. O foco da Administração Pública é atender as demandas básicas e urgentes da população, como saúde, educação, saneamento e habitação, enquanto busca promover um ambiente mais livre para o surgimento de novos negócios e expansão das empresas atuais, aumentando a geração de emprego e renda e tornando a nossa cidade mais atrativa para novas oportunidades de trabalho. Uma cidade mais livre é uma cidade com maior capacidade de desenvolvimento e de melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

 

 

Qual a sua proposta para saúde, educação, geração de emprego e renda?


Na SAÚDE faremos diversas mudanças, incluindo o atendimento em terceiro turno, a retomada das vacinas aos postos de saúde, a implementação do projeto piloto da Farmácia Móvel e uma capacitação constante dos profissionais da área, para possibilitar um atendimento de qualidade e humanizado aos usuários. Além disso, destinaremos mais recursos para a aquisição de medicamentos e assinatura de convênios junto aos hospitais e clínicas da região, para que possamos atender a grande demanda de cirurgias eletivas.


Na área da EDUCAÇÃO buscaremos sanar o déficit de vagas na Educação Infantil, com a construção de uma nova unidade e a contratação de novos profissionais. O período de férias será reestruturado, para que as creches fiquem fechadas apenas 30 dias. Os professores também serão valorizados, através de uma formação continuada para melhorar a qualidade do ensino oferecida às nossas crianças.


Para aumentar a GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA, buscaremos implantar a Lei da Liberdade Econômica, a fim de facilitar a vida de quem queira empreender no município, bem como permitir a regularização e expansão de quem está abrindo seu negócio ou de quem busca a melhoria de seus empreendimentos. A atração de novas empresas se dá quando o Poder Público cria ambientes favoráveis à vinda de novos negócios, com maior liberdade, maior agilidade nos licenciamentos e menos burocracia.
 


Se for eleito, quais os critérios para a formação da equipe de secretariado?


O nosso novo jeito de fazer política vai se basear em uma gestão moderna, com foco na eficiência e efetividade do serviço público, por isso o nosso secretariado será formado por uma equipe técnica, com pessoas capacitadas conforme o cargo ou a função venha a exigir, para que o município possa contar com pessoas qualificadas em todas as áreas da Administração Municipal.
 


O  que Três de Maio pode e deve melhorar?

 

Sempre podemos melhorar. Quando pensamos em como uma Administração Municipal deve atuar é sempre visando melhorar a cidade como um todo. Não podemos nos acomodar nos louros do passado ou ficar comparando o que um fez e outro não. Temos sim de olhar para o passado para ver onde erramos e onde podemos melhorar. 

 

Candidato a vice-prefeito
Josias Corrêa
Idade:
38 anos - farmacista
Estado Civil: Viúvo
Pai de Pedro e João, 19 anos
Formação: Técnico em Enfermagem e acadêmico de Geografia

 

 

Por que colocou seu nome à disposição para vice-prefeito de Três de Maio?


Para fazer a mudança que Três de Maio precisa para se tornar um lugar melhor para se viver, com uma saúde humanizada, com empregos para que a nossa juventude tenha oportunidades, uma educação de qualidade e que o homem do campo seja valorizado.


Em nossa atuação no Legislativo, eu e o Corso estivemos em contato com a população, nós sabemos do que o povo precisa, e foi em cima destas necessidades que o nosso Plano de Governo foi criado.

 


Por que você é a melhor opção para Três de Maio?


Porque eu sou filho de Três de Maio, nasci e cresci aqui, no bairro Promorar. Eu conheço muito bem a realidade sofrida do nosso povo, sei como é desgastante passar horas na fila de espera dos postinhos para marcar uma consulta, ir até a farmácia da Secretaria de Saúde para buscar medicamento e não encontrar, e não possuir o dinheiro para comprar o mesmo.  Com empenho e eficiência nós vamos mudar esta realidade, vamos buscar recursos na esfera estadual e federal para que possamos realizar os investimentos que a comunidade precisa. 

 


Se for eleito, qual a sua principal bandeira para os próximos quatro anos?


São várias as bandeiras que merecem atenção em Três de Maio, mas eu vou lutar pela saúde, pois o povo está sofrendo com a falta de medicamentos, exames e consultas. Com as propostas do nosso Plano de Governo e a utilização correta dos recursos públicos, eu e o Corso conseguiremos oferecer uma saúde de qualidade para a população.

 

 

Cerco contra fake news

 

Nestas eleições, quem disseminar notícias falsas responderá criminalmente e poderá pegar até 8 anos de prisão


Na último dia 16, o Ministério da Justiça e a Polícia Federal apresentaram, em conjunto com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o plano de segurança para as eleições municipais de novembro. O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, afirmou que a preocupação das autoridades eleitorais não é com críticas dos eleitores aos candidatos, mas com esquemas organizados e ilegais de disseminação de conteúdo falso com o objetivo de prejudicar candidatos.


O ministro da Justiça, André Mendonça, e o diretor-geral da Polícia Federal, Rolando de Souza, afirmaram que será possível identificar a origem de notícias falsas disseminadas nas eleições com o objetivo de prejudicar candidatos adversários. Segundo o ministro, a Polícia Federal adquiriu equipamentos que permitem identificar o emissor da primeira notícia. “Hoje, a Polícia Federal tem condição de identificar as origens, os participantes, e, à luz das investigações, se iniciar um processo criminal perante a Justiça Eleitoral”, afirmou o ministro. 

 

 


Lei prevê prisão para quem fizer denúncia falsa


As eleições municipais de 2020 também contam com uma forma mais dura de combate à desinformação. Uma lei publicada em novembro de 2019 prevê pena de até oito anos de prisão e multa para quem fizer denúncia falsa com finalidade eleitoral. Quem estiver ciente da inocência do acusado e mesmo assim divulgar fake news sobre ele, com fins eleitorais, também está sujeito a essas penas, estabelece a lei nº 13.834/2019.