Hospital São Vicente de Paulo lança participação em três projetos sociais

Instituição de saúde convida a comunidade local e da microrregião a colaborar na campanha do Banco de Alimentos HSVP e nos programas Tampinha Legal e Nota Fiscal Gaúcha

Hospital São Vicente de Paulo lança participação em três projetos sociais
Comunidade local e da microrregião está convidada a colaborar na campanha do Banco de Alimentos HSVP e nos programas Tampinha Legal e Nota Fiscal Gaúcha

Com o objetivo de arrecadar recursos para sua manutenção, o Hospital São Vicente de Paulo – HSVP – lançou sua participação em três campanhas sociais nesta semana. A entidade convida a comunidade a colaborar na campanha do Banco de Alimentos HSVP e nos programas Tampinha Legal e Nota Fiscal Gaúcha. O hospital é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos, mantida pela Congregação Filhas do Sagrado Coração de Jesus, que atua há 85 anos em prol da saúde da comunidade três-maiense e da região. 


Campanha Banco de Alimentos HSVP


De acordo com a assistente social da instituição, Taíse Fabiane Lesses, a campanha consiste na arrecadação de alimentos não perecíveis como: arroz, feijão, açúcar, lentilha, farinha de trigo, óleo, massas e leite integral, e visa contribuir na alimentação dos pacientes.


“A alta demanda de refeições que necessitam ser disponibilizadas aos acompanhantes que permanecem em tempo integral com os pacientes, e a situação socioeconômica dos mesmos fez com que houvesse uma alta demanda de refeições disponibilizadas por dia. Dessa forma, devido a todas as questões sociais e econômicas do hospital, lançamos a campanha para mantermos um Banco de Alimentos que será destinado aos nossos pacientes e acompanhantes conforme a necessidade”.


COMO COLABORAR: os alimentos podem ser entregues na recepção do hospital, ou os doadores podem entrar em contato pelo fone 3535 – 9700, ramal 762, para agendar a melhor forma para o recolhimento dos alimentos.

O HSVP também aceita doações em dinheiro, através da Conta Corrente n° 266620-6, agência 0306 (Sicredi Noroeste) ou PIX: 55996326237.

 

 

Tampinha Legal


O HSVP teve o seu cadastro aprovado no Programa Tampinha Legal, que é marca registrada do Instituto SustenPlás, onde as entidades assistenciais participantes se comprometem a coletar e enviar ao ponto de coleta em Porto Alegre.


O valor da comercialização das tampinhas será destinado para a compra de materiais e equipamentos necessários no dia a dia do atendimento hospitalar, como: cadeiras de rodas, instrumentos cirúrgicos, macas, entre outros. A prestação de contas e os equipamentos adquiridos na campanha serão divulgados nas redes sociais do HSVP.


COMO COLABORAR: as tampinhas podem ser entregues na recepção do HSVP. Se algum estabelecimento comercial tiver interesse em colocar um ponto de coleta, a equipe do hospital recolhe no local.

 


Nota Fiscal Gaúcha


O Programa tem como objetivo incentivar os cidadãos do RS a exigirem a inclusão do CPF na emissão de notas fiscais. Por meio dele, o contribuinte concorre nos sorteios de prêmios instantâneos e mensais e, ainda ganha desconto no pagamento do IPVA. No programa, as entidades sociais indicadas pelo cidadão são beneficiadas por repasses.


COMO COLABORAR: ao se cadastrar no site da Secretaria da Fazenda, escolha o HSVP e até mais quatro entidades das áreas da Assistência Social, Educação, Saúde e Proteção Animal para receber os repasses. É possível fazer a alteração das entidades a qualquer momento. A partir daí, quanto mais você comprar colocando CPF na nota, mais as entidades que você indicou serão beneficiadas. Após o pagamento do repasse, a entidade tem um prazo para utilizar o recurso e, depois de utilizado, um prazo para prestar contas dos valores gastos.

 

Na manhã desta quarta-feira, dia 10, na sede administrativa da Sicredi Noroeste RS, em Três de Maio, os colaboradores da instituição financeira realizaram a entrega do resultado de uma ação interna, que arrecadou tampinhas de plástico (garrafas pet) ao coordenador administrativo do HSVP, Claudionei Gewehr. A instituição de saúde três-maiense agora é cadastrada no programa Tampinha Legal, e recebe recursos financeiros na venda das mesmas.