A partir deste sábado, atividades esportivas estarão liberadas, mas sem público

Estando na bandeira laranja, por duas semanas, prefeitos da região decidiram que cada município pode flexibilizar a prática esportiva, em conformidade com decreto estadual

A partir deste sábado, atividades esportivas estarão liberadas, mas sem público
Somente as cidades com classificação de médio ou baixo risco por duas semanas podem retomar jogos, competições e serviços em academias

A prática de atividades esportivas coletivas, vedada desde o início da pandemia e da implantação do distanciamento controlado no Estado, volta a ser liberada pelo governo do Rio Grande do Sul nas cidades que estão em regiões de bandeira laranja ou amarela. O decreto 55.482 foi publicado no Diário Oficial do Estado de segunda-feira, 14 de setembro.


Somente as cidades com classificação de médio ou baixo risco por duas semanas podem retomar jogos, competições e serviços em academias. Entre as medidas, ficam permitidos esportes coletivos em quadras esportivas, sem público (torcedores), com intervalo de uma hora entre os jogos e uso intercalado das quadras, para evitar aglomeração e permitir higienização. Por outro lado, segue proibido o uso de espaços de entretenimento, como churrasqueiras e praça infantil, por exemplo.


Em conformidade com o decreto estadual, os 20 prefeitos que integram a Associação dos Municípios da Fronteira Noroeste (Amufron), estiveram reunidos na manhã de segunda-feira, 14, por meio de videoconferência debatendo a possibilidade de permitir o retorno das atividades esportivas nas cidades da região. Após seis meses do início da pandemia, os prefeitos da região decidiram que cada município poderá flexibilizar a prática de esportes, observando os protocolos vigentes. 


Aprovado por dois terços dos prefeitos, o Comitê Técnico Regional irá alterar o Plano Estruturado de Prevenção e Enfrentamento à Pandemia de Covid-19, para ajustar a práticas de esportes permitida pelo distanciamento controlado.

 

 

Medida não se aplica às escolinhas infantis de futebol 

Em Três de Maio, a partir deste sábado, 19, o Município se enquadra no decreto estadual, com quadras esportivas podendo operar, respeitando as limitações de pessoas e horário dos jogos. Atividades esportivas coletivas entre adultos, em sociedades, também estão liberadas; contudo, as escolinhas de futebol ainda não devem voltar às atividades, pois atendem crianças e são consideradas educativas.


Na última sexta, 11, a Prefeitura havia autorizado a retomada das atividades esportivas no município. Porém, o decreto municipal foi revogado no dia seguinte por recomendação do Ministério Público.

 

 

Confira algumas regras para cada atividade (bandeira laranja):


– Academias, centros de treinamentos e estúdios: permissão de 50% de trabalhadores presenciais; distanciamento de, no mínimo, 10 metros quadrados por pessoa, além de material individual;


– Piscinas: permitido 50% de trabalhadores presenciais. A prática esportiva deverá ocorrer com uma pessoa por raia para natação e com distanciamento de 10 metros quadrados entre os praticantes;


– Clubes sociais e esportivos: será permitida a presença de 50% de trabalhadores. Já a prática dos esportes coletivos fica permitida em quadras esportivas, sem público, com intervalo de uma hora entre os jogos e uso intercalado;


– Clubes de futebol profissional: aqueles que disputam o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores será permitida a presença de 25% dos trabalhadores. Treinos e jogos são exclusivos para atletas profissionais e sem a presença de público;


– Competições esportivas de atletas profissionais: será permitido 50% de trabalhadores presenciais, sem público. Para outros serviços que se enquadram no segmento esportivo, será permitida a presença de 25% dos trabalhadores.