São José do Inhacorá entre as 500 cidades mais sustentáveis do Brasil

Conforme o Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades (IDSC-BR), que integra uma série de relatórios da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável (SDSN) da ONU - Organização das Nações Unidades, o município de São José do Inhacorá está na 489a colocação entre 5.570 municípios brasileiros, atingindo 56,16 pontos. São levados em conta 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, visando a agenda 2030 da ONU, como a erradicação da pobreza, saúde de qualidade, educação de qualidade, indústria, inovação e infraestrutura, entre outros. O estudo utiliza dados disponíveis em âmbito nacional (entre 2010 e 2020) e avalia 100 indicadores com base em fontes públicas. Três de Maio está na 2.206ª colocação, com 48,34 pontos

São José do Inhacorá entre as 500 cidades  mais sustentáveis do Brasil
São José do Inhacorá é destaque da região em ranking de cidades sustentáveis

O Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades (IDSC-BR) integra uma série de relatórios da Sustainable Development Solutions Network (SDSN). O ranking apontou São José do Inhacorá entre os 500 municípios brasileiros melhor pontuados. Na 489a colocação, entre 5.570 municípios brasileiros, a pontuação atingida foi de 56,16.

De acordo com o índice o município precisa atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), visando a agenda 2030 da ONU, que conta com 17 ODS (veja tabela abaixo). O estudo atualiza dados disponíveis em âmbito nacional (entre 2010 e 2020) e avalia 100 indicadores com base em fontes públicas.

 

Índice visa auxiliar gestores públicos

A partir dos indicadores, é realizada a pontuação de cada município, onde é possível monitorar quais ODS foram atingidas pelos municípios.

Na microrregião, alguns municípios atingiram os ODS de Indústria, Inovação e Infraestrutura. São os casos de Três de Maio (77,91), Independência (82,17) e Boa Vista do Buricá (73,2). Na região, o destaque é para Horizontina, que atingiu a pontuação de 98,33 neste ODS. Ijuí (78,66), Santa Rosa (78,34) e Santo Ângelo (73,7) também atingiram o ODS, porém, esses municípios ainda possuem grandes desafios em Igualdade de Gênero, Vida na Água (proteger vida marinha) e Parcerias para a implementação dos objetivos. 

Apesar de alguns municípios atingirem bons resultados em Educação; Paz, Justiça e Instituições Eficientes; e Trabalho Digno e Crescimento Econômico, os indicadores consideram que há desafios para as comunidades, sejam pequenos desafios, desafios significativos ou grandes desafios. Os menores índices nos municípios da microrregião foram registrados nos ODS Parcerias para a implementação dos objetivos; Proteger a vida terrestre; Erradicar a Pobreza e Água potável e saneamento.

Conforme o IDCS, o índice também tem o objetivo de comunicar e apresentar um conjunto de informações técnicas de maneira simples e compreensível, de modo que os gestores públicos possam se apropriar da metodologia utilizada para a criação do índice, bem como da concepção e aplicação desta ferramenta. Além disso, a ferramenta também procura consolidar o conjunto de dados e estatísticas relacionados aos ODS.