Notas Sandro Rambo

Notas Sandro Rambo

MERECE REGISTRO – Ao som da música  “A Guerra dos Meninos”, do rei Roberto Carlos, o presidente da Apae de Três de Maio, Vilson Foletto, foi surpreendido na manhã de segunda-feira, 21 de junho, com uma homenagem pelo seu aniversário de 70 anos. A diretora administrativa da Apae, Nadir Gabe – juntamente com alguns colaboradores da escola –, entregou um presente ao aniversariante e ele agradeceu a homenagem. Parabéns, Vilson, parabéns equipe da Apae pela bela atitude!

 

PLANO SAFRA /SICREDI I –  Na próxima terça-feira, 29, às 19h 15 min, a  Sicredi Noroeste RS traz para todos os associados e comunidade uma Live com Kellen Severo, jornalista especializada em Economia e Agronegócios e comentarista do Jornal da Manhã, na Jovem Pan. A Live será transmitida via Youtube e Facebook da Sicredi Noroeste RS e serão abordadas informações do Plano Safra 2021/2022.  Ative o lembrete no Youtube.com/sicredinoroesters e nos siga no Facebook.com/sicredinoroesters.


PLANO SAFRA 21/22 – Segundo análise da jornalista Kellen Severo, a expectativa de alta nas taxas de juros no Plano Safra 21/22 se confirmou. Pequenos pagavam 2,75% a 4% e agora pagarão de 3 a 4,5% de juros ao ano; médios vão pagar 5,5% ante 5% do plano anterior e os demais terão taxas de 7,5% ante 6% para custear a lavoura. Para investimentos, as taxas começam em 3% e vão até 8,5%, também acima da última temporada. Dentro da conjuntura econômica atual, já se esperava elevação nas taxas de juros para o Plano Safra 21/22. Mesmo com essa piora no custo do crédito, o plano não é ruim. Ele traz aumento no volume de recursos, o que gera oportunidade para o setor continuar investindo e evoluindo, conclui ela.


COTRISAL – Em abril, a cooperativa adquiriu área de 3,9 ha. Neste mês iniciou a construção da nova unidade. O investimento de R$ 21 milhões, prevê a implantação da capacidade de armazenagem para 400 mil sacas de produtos agrícolas. Serão 3.226 m² de área construída, com estrutura para recebimento de grãos, com armazenagem, secador, lojas e escritório.


BACIA LEITEIRA I – Observando um volume considerado de litros de leite produzidos na região Fronteira Noroeste do RS, torna-se insuficiente quando temos uma redução de produtores na atividade, que conforme dados em 2014 eram 12.514 produtores e em 2015 somaram apenas 9.780 agricultores, número que em 2017 foi reduzido a apenas 6.171 agricultores com atuação na atividade leiteira.


BACIA LEITEIRA II – Ainda dados apontam que uma redução em torno de 13,91% de agricultores que produzem até 100 litros/leite/dia, onde em 2017 eram 36,70%, percentual reduzido para 22,79% em 2019. Destaque para os municípios de Alecrim, com uma redução de 57,43%, e de Porto Lucena, com 51,32% nesta categoria. Dados preocupantes, segundo Jesildo Lima, que é doutor em Desenvolvimento Regional, Mestre em Desenvolvimento de Organizações, Especialista em Marketing e Comunicação e Administrador; e, ainda, professor na Faculdade Três de Maio-Setrem, diretor e consultor na INPLAN Assessoria Ltda.