Cotrisal completa dois meses de atuação à frente das unidades da Cotrimaio

Presidente Walter Vontobel fala sobre atuação da Cotrisal em Três de Maio e região; de como serão pagos os créditos que os associados da Cotrimaio têm a receber; e diz que a cooperativa veio para ficar

Cotrisal completa dois meses de atuação à  frente das unidades da Cotrimaio
Presidente Walter Vontobel: ‘Nosso objetivo é promover tecnologias, produtividade e renda aos produtores, além de ajudar a região a crescer, trabalhando com responsabilidade e seriedade’

Com 63 anos de história, a Cooperativa Tritícola Sarandi Ltda -  Cotrisal, com sede em Sarandi, deu início à sua trajetória em Três de Maio e região, expandindo sua área de atuação em mais 12 municípios do Noroeste do Estado, ao assumir através de locação, 18 pontos de recebimento de grãos, 14 lojas agropecuárias e uma fábrica de rações pertencentes à Cotrimaio. 


Entre as cooperativas do Estado, a Cotrisal ocupa a primeira colocação em lucratividade e segundo lugar no quesito faturamento. Em 2020, a cooperativa fechou o ano com R$ 2,3 bilhões em faturamento. Com a expansão, a Cotrisal passou a atuar em 40 municípios do Rio Grande do Sul com 60 pontos de recebimento de grãos e se torna a maior cooperativa agropecuária do Estado.


Para falar como será o trabalho da cooperativa em Três de Maio e região, a forma de pagamento dos créditos que os produtores têm a receber da Cotrimaio, entre outros, o presidente Walter Vontobel, no início de janeiro, concedeu entrevista ao repórter Antonio de Oliveira, da Rádio Cidade Canção FM. Confira a entrevista.

 

 

Com que propósito a Cotrisal vem a Três de Maio e região?


Viemos aqui atendendo ao pedido do presidente da Federação das Cooperativas do RS para não deixarmos um vácuo numa região tão rica, de grande produção de grãos, já que a cooperativa de Três de Maio está com sérios problemas. É também uma forma de crescimento de nossa cooperativa em vir para a região. Com a locação das unidades da Cotrimaio, a Cotrisal passou a atuar em 40 municípios, com 60 pontos de recebimento de grãos; em 2020 estamos com um faturamento de R$ 2 bilhões e 300 milhões.

 

A Cotrisal está entre 1ª e 2ª colocação no Estado no que se refere à lucratividade e faturamento, respectivamente. Como isto reflete para o associado?


Na lucratividade, pela nossa eficiência estamos em 1º lugar. Em faturamento, estamos em 2º lugar no Estado. Nós vamos faturar esse ano que terminou R$ 2,3 bilhões. Então, é um valor bem significativo e a nossa chegada aqui nessa região vai nos proporcionar um faturamento maior, um recebimento de grãos maior. Com isso, nós seremos mais competitivos, teremos condições de melhorar as condições negociais com todos os produtores. Tanto os daqui, quanto os da região de Sarandi.

 

É público que muitos produtores rurais têm recursos (créditos) a receber da Cotrimaio. De que forma a Cotrisal se comprometeu a quitar esta dívida da Cotrimaio com os seus associados?


Todos os associados já estão informados que uma grande parte deste valor – em torno de 56% – que eles têm de crédito será saldado pela nossa cooperativa, mediante a entrega da produção de grãos para a Cotrisal. Então movimento vem de lá, vai daqui. Uma maneira simples de todos os produtores receberem todos os créditos que eles têm junto a Cotrimaio.


A Cotrisal pagará até 56% deste crédito que os agricultores têm com a Cotrimaio? Qual o montante que a Cotrisal se compromete em pagar aos produtores?


Estes números não estão totalmente fechados, mas giram em torno de R$ 90 milhões que hoje a Cotrimaio deve aos seus associados. Deste montante, entre R$ 55  milhões e R$ 57 milhões estamos assumindo o comprometimento de pagar, através do aluguel, e como já falei anteriormente, será mediante o toma lá dá cá, ou seja, traz a produção para a Cotrisal e recebe parte do crédito.


A outra parte, a Cotrimaio já colocou aos associados, em assembleia geral, que o pagamento será através de um crédito de precatórios que a cooperativa tem para receber e já está destinado para completar o valor para liquidar o crédito dos agricultores junto a Cotrimaio.
 
Os recursos que a Cotrisal vai utilizar para pagar este saldo aos associados é do aluguel ou é parte do lucro que vai receber com as negociações?


Na verdade, com o valor dos aluguéis; mas os aluguéis não custam 50 ou 60 milhões de reais num ano. Nós estimamos um valor de aluguel de R$ 5 ou 6 milhões por ano. Porém, nós temos uma condição de ressarcimento, de pagamento desses créditos dos agricultores. Conforme a entrega de produção à Cotrisal, alguns produtores podem receber todo o crédito já no primeiro ano. Pelas nossas estimativas,  neste primeiro ano vamos desembolsar mais de R$ 20 milhões de adiantamento de aluguel.
 
Por quanto tempo é o contrato de aluguel das unidades da Cotrimaio?


É por prazo indeterminado. Nós tivemos que colocar um número, colocamos sete anos, mas também posso dizer o seguinte: nós viemos para ficar. Nós tivemos que assumir por aluguel, não pode ser por compra, nós não estamos comprando nada da Cotrimaio, porque todo o patrimônio da cooperativa está vinculado ou comprometido com alguma instituição financeira ou governo federal, com tributos e tal. Então, neste momento, nós estamos nesta condição de locatário.


Quando esses créditos forem saldados ou acertados pela Cotrimaio, aí nós podemos adquirir alguns bens para nosso uso. Nós já estamos comprando; no final de 2020 adquirimos as instalações de um silo e armazenagem de grãos em Horizontina, que pertencia à cooperativa de Santa Rosa. Então, esta é uma demonstração para os produtores de Três de Maio e de toda a região, que nós estamos vindo para ficar. 

  
Para  o agricultor receber o que tem direito dentro desta negociação - entre Cotrimaio e Cotrisal - é importante que haja negócios entre o agricultor e a Cotrisal?


Quanto mais negócios esses agricultores fizerem conosco, mais rápido vão receber os créditos deles. E também até se, por um motivo ou outro não puder pela produção deles receber rapidamente, se nós com o movimento de todos os outros agricultores, nós aferirmos algum resultado nesta região, nós podemos dispor para liquidar estes débitos o mais rápido possível.

 
A Cotrisal assumiu as unidades de recebimento de grãos e as lojas agropecuárias?


Correto. Nas lojas agropecuárias nós estamos trabalhando com produtos químicos, com fertilizantes e recebendo a produção. Já estamos muito satisfeitos, até mesmo com toda essa frustração da safra do milho, estamos com recebimento bastante expressivo, o pessoal está acreditando na Cotrisal. Alguns associados da Cotrimaio, outros agricultores, presidentes de associações e sindicatos já foram nos visitar em Sarandi para conhecer nossa cooperativa. E isso está trazendo um fortalecimento nas relações comerciais porque hoje 60% a entrega do milho é de agricultores que têm crédito da Cotrimaio e 40% são produtores que não têm crédito. Isso é muito postivo, gera um resultado. Com isso, o quanto antes possível, nós podemos fincar as raízes na região com mais força.
 
O que o senhor tem a dizer aos produtores de Três de Maio e região?


Eu quero dizer e conclamar todos os produtores que atendam os pedidos dos gerentes que estão iniciando o trabalho nesta região, se informem sobre a Cotrisal junto às instituições bancárias ou junto aos fornecedores para saber do trabalho e do crédito que a Cotrisal tem. Nós estamos há 63 anos trabalhando. A Cotrisal não deve um real para ninguém, sempre cumpriu com todos os compromissos em dia.


Nós estamos chegando em uma região em que o produtor estava habituado a receber o produto agrícola com pagamento de 10, 15, 20 dias. Nós estamos trazendo para cá um pagamento praticamente à vista, entrega hoje, fatura, dois dias depois está depositado no banco.


Se vocês, produtores rurais, quiserem ter uma cooperativa ao seu lado, vocês a terão, forte, boa, sólida e competente.

 

 

Campanha Cotrisal Tempo de Sorte irá sortear três SUV Jeep Renegade 1.8 zero quilômetro e 27 vale-compras no valor de R$ 2.500

 

A promoção Tempo de Sorte é um atrativo a mais para o associados e clientes da Cotrisal que entregam sua produção na cooperativa ou realizam suas compras nas lojas da rede Cotrisal. São mais de 23 anos de campanha e milhares de prêmios distribuídos entre os associados e clientes. Na edição deste ano, serão sorteadas três SUV Jeep Renegade 1.8 zero quilômetro e 27 vale-compras no valor de R$ 2.500,00. Serão dez prêmios em cada sorteio que ocorrem nos dias 15 de maio, 11 de setembro e 8 de janeiro de 2022.


Conforme o presidente da Cotrisal, Walter Vontobel, participam da promoção os associados e clientes que entregam a produção de soja, trigo ou milho. A cada  mil litros de leite entregues para a cooperativa dá direito a uma cartela. Para os clientes que compraram nas lojas Cotrisal a cada R$ 200,00 em compras dá direito a uma cartela. Já nas compras de insumos e produtos agroindustriais, a cada R$ 1.000,00 dá direito a uma cartela.  


“O Tempo de Sorte Cotrisal realmente é uma safra de grandes prêmios o ano todo”, finaliza o presidente.