Notas Sandro Rambo

Notas Sandro Rambo

TRÊS-MAIENSE EM DESTAQUE – O Tenente Brigadeiro João T. Fiorentini, 60 anos, deixa o cargo de Chefe de Logística e Mobilização, do Ministério da Defesa e assume o Cargo de Diretor Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro – DECEA. A área corresponde a 22 milhões de km², sendo o território terrestre brasileiro e mais o mar territorial das 200 milhas. Estará sob seu comando todo o Sistema de Radares e Comunicação, com um efetivo de mais de 11 mil militares e civis. João Tadeu nasceu no interior, em Rocinha, filho de João Fiorentini e Libera Benedetti. De uma família de 14 irmãos, após concluir seus estudos de segundo grau no Instituto Cardeal Pacelli, ingressou na Academia da Força Aérea de Pirassunga (SP). Em 1983 formou-se como piloto da Aeronáutica. Em sua carreira militar brilhante, ocupou vários cargos nesses 38 anos de farda, a qual destaca-se como Comandante da Base Área de Campo Grande e Adido Militar da Aeronáutica na África do Sul e esse cargo que assumiu no Rio de Janeiro, dia 27 de abril. Esse poderá ser seu último cargo na ativa, pois está em sua última promoção possível, como Tenente Brigadeiro 4 estrelas.

 

PARABÉNS – aos munícipes de Três de Maio e a Rádio Colonial FM (direção e colaboradores), que no dia 3 comemoram 66 anos. Também há 8 anos, no dia 3 de maio, era inaugurada em Três de Maio uma agência da Cresol. Quem também está em festa são os associados, direção e colaboradores da Sicredi Noroeste RS, que no dia 5 completa 75 anos. Parabéns a todos!


PENSÃO VITALÍCIA I – Alguns leitores questionaram sobre o assunto que publiquei semana passada nesta coluna é antigo. Acho que algumas pessoas confudiram a lei aprovada em 2015, que diz respeito aos governadores eleitos a partir de 2018 e o Projeto de Lei 482 2015 que quer acabar com os subsídios dos ex-governadores e viúvas de ex-governadores. 


PENSÃO VITALÍCIA II – Conforme o autor do projeto, deputado Pedro Pereira (PSDB), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade, no dia 6 de abril de 2021, o parecer favorável ao Projeto de Lei 482 2015, que acaba com o subsídio mensal e vitalício pago a ex-governadores do Estado e viúvas. “Sempre falei que este pagamento, seja vitalício ou por quatro anos, é imoral. São nove ex-governadores e quatro viúvas que recebem mensalmente, cada um, mais de 30 mil reais. São mais de cinco milhões ao ano”, afirmou Pedro Pereira.


PENSÃO VITALÍCIA III – O parecer favorável, aprovado na CCJ, é do relator deputado Pepe Vargas (PT), que apontou a constitucionalidade, a legalidade e juridicidade da matéria.


PENSÃO VITALÍCIA IV – A proposição do Projeto do deputado Pedro Pereira,  revoga a Lei nº 7.285, de 23 de julho de 1979 e todas as leis que alteram o texto, que permitiram, por exemplo, o pagamento de subsídio mensal, por quatro anos, de mais de R$ 32 mil, a governadores eleitos a partir de 2018. 


PENSÃO VITALÍCIA V – Talvez esteja aí a confusão. O  projeto da deputada Any Ortiz (PPS), aprovado em dezembro de 2015, prevê o fim da pensão, quatro anos após encerrar o mandato, para os futuros governadores. Ou seja, esta lei será aplicada a partir do atual governador Eduardo Leite. 


SAINDO DO PT – O ex-vereador Orlandinho, do PT, deve deixar o partido. Um dos destinos prováveis poderá ser o Partido Progressistas. Ou não?