Municípios da região seguem com população em queda

Estimativa do IBGE mostra que dos 20 municípios da Amufron, apenas Santa Rosa e Horizontina apresentaram um pequeno aumento no número de habitantes

Municípios da região seguem com população em queda
Segundo a estimativa do IBGE, Três de Maio teve redução de pelo menos 30 habitantes no último ano

Municípios da região seguem com população em queda

 

Estimativa do IBGE mostra que número de habitantes continua diminuindo. Dos 22 municípios da Amufron, apenas Santa Rosa e Horizontina, apresentaram pequena elevação

 

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – anunciou no último dia 27 a nova estimativa populacional do Brasil. O número de habitantes no país chegou a 213,3 milhões em 2021, 0,74% maior do que os 211,7 milhões de 2020. 


O Rio Grande do Sul conta com população estimada de 11.466.630 de habitantes, tendo um aumento de 0,38% sobre os 11.422.973 do ano passado. Porto Alegre concentra o maior número de habitantes com 1.492.530. Já o município com menor população é Engenho Velho, localizado na microrregião de Frederico Westphalen, com 932 moradores.


Na região da Amufron – Associação dos Municípios da Fronteira Noroeste –, que é composta por 20 municípios, Santa Rosa segue a cidade mais populosa, seguida por Três de Maio. Quanto ao aumento populacional, somente Santa Rosa e Horizontina apresentam crescimento, enquanto os demais municípios tiveram redução, com exceção de Boa Vista do Buricá, onde a estimativa se manteve a mesma do ano anterior.


Já na microrregião, os seis municípios tiveram redução de população, segundo a estimativa.  Alegria, pelo segundo ano consecutivo teve redução de 2,5% no número de habitantes, seguido por Independência, com 0,9% de queda.


O estudo, com data de referência em 1º de julho, leva em conta todos os 5.570 municípios brasileiros, e é um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios, além de referência para indicadores sociais, econômicos e demográficos.