Inicia o atendimento noturno na Unidade Central de Saúde

Iniciou na quarta-feira, 4 de maio, o atendimento pelo Programa Saúde na Hora, popular Terceiro Turno da Saúde, no município de Três de Maio. O atendimento terá serviço médico e de enfermagem e será realizado das 17h às 21h, na Unidade Central, de segunda a sexta-feira. Conforme a secretária de Saúde de Três de Maio, Jacira Taborda, o turno estendido não é um serviço de Urgência e Emergência, mas sim, uma extensão dos atendimentos realizados nas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESFs). “O serviço é destinado para aqueles munícipes que não conseguem buscar atendimento durante o dia em suas unidades de saúde”, explicou a secretária Jacira

Inicia o atendimento noturno na Unidade Central de Saúde
Prefeito Marcos Corso falando aos presentes no lançamento do Programa Saúde na Hora

Iniciam os atendimentos pelo programa Saúde na Hora

Terceiro Turno será de segunda a sexta-feira, das 17 às 21 horas na Unidade Central de Saúde. Serviço não atenderá casos de urgência e emergência

 

Com tosse, a pequena Laura, de 11 meses, foi levada pela mãe, Sandra da Silva Casagrande, 29 anos, para atendimento médico na Unidade Central de Saúde, na última quarta-feira, 4. Laura foi uma das primeiras pacientes a ser atendida na unidade, após as 18 horas, pois, nessa data, o governo municipal, deu início ao “Programa Saúde na Hora”, popularmente conhecido como Terceiro Turno da Saúde.

Sandra elogiou a iniciativa da administração municipal. “Para quem trabalha o dia inteiro é ótimo ter um atendimento após às 18h. E a emergência do hospital está sempre lotada. Ficou muito bom esse terceiro turno”, contou a mãe de Laura ao Semanal.

Pelo Programa Saúde na Hora, o atendimento médico e de enfermagem será realizado das 17h às 21h, de segunda a sexta-feira. “Neste turno estendido, vamos atender os munícipes que não conseguem se consultar, ou levar seus filhos ao médico durante o dia”, ressalta a secretária municipal da saúde Jacira Taborda. A secretária também frisa que o programa não se trata de urgência e emergência, mas de atendimentos realizados nas Estratégias de Saúde da Família – ESFs.

De acordo com Jacira, o atendimento será realizado por uma equipe composta por médico, enfermeiros e técnicos em enfermagem. Também haverá atendimento pediátrico, previsto de segunda a quarta-feira, porém, a secretaria pretende ampliar o atendimento para todos os dias, necessitando ainda a contratação de mais um médico especialista.

A pasta reforça que o paciente acolhido que não tenha a necessidade de atendimento naquele momento, será direcionado para a sua ESF, para que entre no agendamento. O acompanhamento de diabéticos, hipertensos e demais comorbidades, também deve ser realizado nas ESFs.

 

Compromisso do plano de governo

O lançamento do programa, ocorreu na tarde da última quarta-feira, dia 4, e contou com a presença das autoridades locais, profissionais da saúde que atuam no programa e comunidade três-maiense.

O prefeito Marcos Corso comemorou o lançamento do programa e lembrou que o Saúde na Hora é um compromisso do plano de governo da atual administração. “Ano passado enfrentamos o período mais grave da pandemia. O governo municipal entendeu que, naquele momento, o mais importante seria a Unidade Sentinela”, justificou.

Corso explicou que em agosto de 2021, o Executivo encaminhou a inscrição das equipes para trabalhar no Programa Saúde na Hora ao Governo Federal. “Apesar de não termos recebido o recurso ainda, consideramos que o momento exige uma execução por parte do Governo Municipal para atender essa demanda dos nossos munícipes”, concluiu o prefeito.

 

Lançamento ocorreu na última quarta-feira. Atendimento é destinado para pessoas que não conseguem ou não têm disponibilidade de tempo para consultas médicas durante o dia

 

Atendimento de urgência continua no HSVP

A secretária explica que, caso o paciente chegue na unidade necessitando de um atendimento classificado como de urgência e emergência – como uma fratura, um acidente, com sintomas de infarto, algo grave, com risco de morte, que não pode esperar  –, o paciente deve se dirigir direto ao serviço de Urgência/Emergência do Hospital São Vicente. “A gente entende que no começo possa haver um pouco de desentendimento na prestação de serviço, mas estamos alinhados com o hospital e com as nossas equipes, no sentido de especificar os atendimentos da emergência e da Unidade Central. Pedimos o bom senso, pois os profissionais que irão trabalhar aqui muitas vezes já vêm de um turno prolongado de trabalho”, acrescenta o prefeito.

O paciente que for atendido no turno estendido deve sempre apresentar o Cartão SUS, CPF e Cartão da Família.

O Saúde na Hora é um programa da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde lançado em maio de 2019, em que os municípios podem aderir e receber recursos do ministério.