Coluna da Yara Lampert

Coluna da Yara Lampert

Ser mãe!
"Forte e frágil.
Risonha e chorona.
Ágil e demorada.
Falante e boa ouvinte.
Simples e sofisticada.
Calma e agitada.
Liberta e presa.
Feliz e nostálgica.
Desapegada e grudenta.
Perfeccionista e desorganizada.
Portanto, não me defina. Sou intensa demais para viver de um jeito só."

A.D.


Com este texto, quero homenagear e desejar um feliz e abençoado Dia das Mães para todas as mamães, em especial, a minha mãe Hedy Lange, que com seus 87 anos e em adiantado estado de Alzheimer, me ensina sobre o verdadeiro sentimento de amor entre mãe e filha. Com o passar do tempo, fui deixando de ser filha e passei a ser a mãe dela. A cada dia que convivo com ela, estou me tornando uma pessoa melhor. Sou grata a ela pela vida e, principalmente, por todos os valores e ensinamentos ao longo de sua vida.
Não basta dizer que ama, é necessário ter atitude, participar enquanto estão vivos, através de gestos e muito carinho!
Yara Lampert

 

A mamãe Marli Cichorski com as filhas Andressa, Adriana e Ana

 

A mamãe Pâmela Casali Henn com os filhos Benício, de 3 anos, e Joaquim, com 8 meses

 

Confira a coluna completa 

Clique aqui