Sexta-feira, 20 de setembro de 2019
Ano XXXI - Edição 1575
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Do Estrelão para as quadras do Leoas da Serra: Jennifer Felten conquista espaço no futsal profissional

21/06/2019 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Aos 20 anos, atleta três-maiense colhe os frutos da carreira que iniciou aos 9 anos, no Botafogo. Hoje, joga profissionalmente; recebe salário e bolsa de estudos para curso de Odontologia, em Lages, SC

Dando continuidade à série de reportagens sobre as mulheres no futebol, nesta edição vamos contar a trajetória da três-maiense Jennifer Felten, 20 anos, filha de Margarete Winkelmann e Jeferson Felten. 
Dos primeiros chutes no Estádio Estrelão - onde era a única menina, num time formado somente por meninos -, até a realização do sonho de se tornar jogadora profissional e fazer parte de uma grande equipe de futsal catarinense.

Jennifer já se destacava aos sete anos, quando jogava na quadra do Colégio Dom Hermeto. Despontou nos treinos de futebol no Botafogo, aos nove anos, junto com os meninos. Hoje, é contratada pelo clube Leoas da Serra, que disputa o Mundial de Futsal Feminino este ano. 
A três-maiense que chegou a ser convocada pela Seleção Brasileira por dois anos consecutivos - em 2013 e 2014 -, atualmente reside em Lages, Santa Catarina, onde cursa Odontologia na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) através da bolsa de estudos que ganha por ser atleta profissional das equipes sub-20 e principal do clube Leoas da Serra. 
Tanto o currículo de Jennifer, quanto do atual clube são destaques. O Leoas da Serra é o atual Campeão da Libertadores 2018 e neste ano, participa do Mundial Interclubes de Futsal Feminino, que neste domingo, 23, disputa em Lages, o título contra a equipe do Atlético Navalcarnero de Madrid, atual campeão europeu. Esta é a primeira edição do Mundial Feminino, visto que o torneio masculino acontece desde 1996. O Leoas da Serra tem entre seu plantel a cearense Amandinha, atleta da seleção brasileira e eleita cinco vezes a melhor jogadora de futsal feminino do mundo.
Jenifer revela que sempre teve incentivo da família, em especial dos pais Margarete e Jeferson. E com carinho, fala dos professores de educação física Betine Korb e Chico Dummel; dos treinadores Carlão e Nena do Botafogo; do treinador Cleo e das atletas Priscila e Alessandra do Ágatas Futsal; entre tantos outros professores, treinadores e amigos.
Jennifer joga com Amandinha (à direita), atleta da seleção brasileira e ganhadora do prêmio Futsal Planet 
(melhor jogadora de futsal feminino do mundo) nos últimos 5 anos

'Na Copa Saudades, eram cerca de 80 meninos e apenas eu de menina', recorda a ex-atleta do Botafogo
No futebol de campo, Jennifer começou aos 9 anos e permaneceu nas categorias de base do Botafogo até os 15 anos. Chegou a ser convocada para a seleção brasileira em 2013 e 2014, quando participou de atividades e jogos-treino nas categorias sub-15 e sub-17, com os treinamentos na Granja Comary, mesmo local onde treinam e se concentram as seleções principais. "Foram momentos únicos, de aprendizado e muitas experiências para a minha vida. Lá conheci várias atletas que atualmente estão representando a nossa seleção, e falo isso com muito orgulho, pelo fato de ter jogado e aprendido muito com elas", informa.
A atleta revela que entre seus momentos mais marcantes no Botafogo estiveram as excursões para Santa Catarina, para disputar a Copa Saudades. "Eram cerca de 80 meninos e apenas eu de menina. Joguei todos os jogos do campeonato masculino, de igual para igual. Felizmente eu tinha ótimos treinadores e comissão, como o professor Carlão e o querido Nena, que me davam todo o suporte necessário e nunca deixaram nada acontecer comigo. O mesmo digo dos meus colegas meninos que sempre me respeitaram e se precisasse até me defendiam de ofensas", conta.

Do convite ao teste, à aprovação e contratação no Leoas
Após encerrar o período no Botafogo, Jennifer teve passagem por algumas equipes de futsal feminino em Três de Maio e região. "O mais marcante foi nas Ágatas, onde o futsal era importante para nós, mas não mais que a nossa união dentro e fora de quadra. Éramos uma família. Eles sempre terão um lugar especial no meu coração. Tenho muita gratidão a toda a equipe, em especial ao Cleo, Priscila e Alessandra", destaca. 
Hoje Jennifer reside em Lages, Santa Catarina. Foi para lá para cursar Odontologia, quando surgiu a oportunidade de ser avaliada pelo Leoas da Serra. "Eu já tinha até ido assistir um jogo da equipe, mas não podia imaginar que um dia estaria dividindo a quadra com elas. Me convidaram para um teste, fui aprovada e hoje jogo profissionalmente nas Leoas, onde ganho faculdade e salário."
O dia de Jeniffer é cheio. Tem treinos pela manhã e tarde -, sendo um de futsal técnico ou tático, e no outro condicionamento físico no CrossFit; e à noite ela cursa a faculdade. 
Além do mundial, as atletas da categoria sub-20 do Leoas - na qual Jennifer está inserida na equipe - estão focadas para a semifinal do Campeonato Estadual que ocorre em Balneário Camboriú.
Jennifer quando jogava no time de futsal feminino Ágatas, de Três de Maio

'Poderíamos ter muito mais talentos se tivéssemos mais oportunidades', avalia
A jovem lamenta a falta de oportunidades para as mulheres no esporte. "Como em todo o Brasil, o futebol feminino em Três de Maio ainda é escasso. Tenho certeza que se fosse organizado e se recebesse o suporte necessário para criar categorias de base para meninas, surgiriam muitos talentos. E, mais importante que isso, mostraria que lugar de mulher é onde ela quer. E que as mulheres devem ter os mesmos direitos que os homens", alega.
Jennifer comemora a boa fase no esporte. "Tenho o privilégio de estar em um time de renome internacional, e graças a isto, 
ganho os estudos na universidade. Para o futuro, quero me estabelecer na área de Odontologia, mas até lá pretendo aproveitar tudo o que o futsal me proporciona. Estamos fazendo história no Leoas e me orgulha que um pedacinho dessa história seja com alguém que representa a cidade de Três de Maio. Agradeço o carinho e apoio da minha família e amigos que sempre estiveram presentes, e conto com a torcida de todos", conclui a atleta.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

06/09/2019   |
30/08/2019   |
09/08/2019   |
15/07/2019   |
28/06/2019   |
28/06/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS