Sexta-feira, 19 de julho de 2019
Ano XXXI - Edição 1566
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Prefeitura lança enquete na internet para mudanças na Praça Henrique Becker Filho

04/05/2019 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Pelo projeto, que ainda está sendo elaborado pelo Executivo municipal, local onde está a pista de skate pode dar lugar a playground e paisagismo. Projeto será apresentado em audiência pública marcada para 15 de maio. Até a manhã de ontem, 3, a enquete, lançada no Facebook, contava com 1.300 votos, sendo 95% destes favoráveis à alteração

Pista de skate pode dar lugar a playground e paisagismo 

Executivo está elaborando projeto que até a data da audiência pública - marcada para 15 de maio - deve estar concluído para apresentá-lo à população. Também está ocorrendo uma enquete nas redes sociais. Até a manhã de quinta-feira, 2, a enquete realizada pela prefeitura sobre a reforma da praça estava com 95% de votos favoráveis e 5% contrários

A administração municipal pretende realizar melhorias na Praça Henrique Becker Filho, mais conhecida como Praça da Bandeira, no centro da cidade. Para isso, no último dia 28, lançou uma enquete na página da Prefeitura, com a seguinte pergunta: "Você é favorável a demolição da pista de skate para viabilizar a execução das melhorias na Praça?". 
Até  a manhã de quinta-feira, 2, a enquete realizada pela prefeitura sobre a reforma 
da praça estava com 95% de votos favoráveis e 5% contrários.
Entre as opiniões contrárias manifestadas, a da advogada e funcionária pública Jarina Cecconello. "Gente, paisagismo, playground, tudo é muito válido. Mas e o esporte? Já temos tão poucas opções na cidade! Acredito que um lugar para a criançada andar de skate, patinar e praticar ciclismo freestyle, seria ótimo! São 3 tipos de esporte, se restaurar a pista e fizer um local adequado. Acho isso fundamental para a criançada de hoje em dia não ficar só na frente do celular e do computador! Além de se ocuparem com atividades saudáveis! Esporte e saúde! Três de Maio é carente nessa área!", comentou. 
Já a opinião do auxiliar administrativo Leonardo Lesses foi favorável pelas melhorias. "Finalmente, essa pista aí não acrescentou em nada!", disse ele na postagem. Ao Semanal, o jovem de 24 anos acrescentou: "assim, desde que foi construída eu fui contra, por que é algo desnecessário, pelo menos para a nossa cidade. Mesmo assim ela nunca foi usada corretamente, não temos skatistas na cidade que á usem assíduamente. Precisamos de mais verde na cidade, precisamos de lugar para as famílias, um local que todos poderão aproveitar", declarou.
Com reforma e melhorias executadas em 2011, na época, a praça teve incluída a construção de uma pista de skate. Desde então, sempre foi motivo de opiniões favoráveis e contrárias ao modelo que foi implantado na época.
Além da enquete, a administração municipal irá promover audiência pública para debater o assunto, no dia 15 de maio, às 19h, na Câmara Municipal de Vereadores.

Com área restrita,  pista de skate deve ser demolida para a inclusão de outros projetos para beneficiar maior número de pessoas
Segundo a secretária municipal de Planejamento, engenheira civil Liriane Fedrigo Machado, a ideia da enquete e da audiência pública surgiu devido a necessidade de reforma da pista de skate que está deteriorada, com vários buracos no piso, desplacamento do revestimento, diferença de nível entre as caixas de drenagem pluvial existente e o piso. "Ou seja, o local não está adequado para finalidade proposta", justifica. 
"Diante da necessidade de investimento no local e frente as constantes solicitações recebidas por parte dos munícipes, a administração municipal decidiu ouvir a opinião da população e realizar o investimento da melhor forma possível, ou seja, de acordo com a vontade da maioria da população. Sabemos que já foi investido dinheiro público no local e que investimentos ainda são necessários, por isso, a necessidade de ouvir a população", explica.
Ao Semanal, a secretária revelou que não há possibilidade de executar as melhorias de playground e paisagismo sem a demolição da pista. "Entendemos que não seria viável pois o espaço da praça é restrito, além dos espaços que sobram estarem todos ocupados com os passeios internos, quadra, banheiro, plataforma da academia e palco. Não temos espaço disponível para paisagismo, além do mais se observarmos a quantidade de habitantes do nosso município e a metragem da praça percebemos que essa relação é desproporcional." 
Liriane também revela que os playgrounds que o Executivo deseja executar necessitam de um espaço maior. "Queremos tornar o espaço mais aconchegante que possibilite à todas as crianças o acesso às mais variadas brincadeiras, gerando estímulos físicos e mentais diferentes, garantindo assim o desenvolvimento delas de forma integral e saudável. Para isso, temos necessidade de novos e diferentes brinquedos (brinquedos inclusivos), que irão oportunizar a inclusão de todas as crianças indistintamente". 
Os brinquedos existentes não serão retirados, mas reformados, pois a grande maioria necessita apenas de pequenos ajustes, esclarece. "A pracinha existente será mantida, iremos criar um espaço de recreação a mais, um espaço de convivência através de pérgulas com mobiliário renovado. Ainda com relação ao espaço da praça, que hoje é reduzido, estamos ampliando com espaços de convivência para os jardins do Palácio Municipal, ou seja, as famílias e amigos terão um local adequado para tomar seu chimarrão ou para se encontrar", observa.

Recursos a serem investidos são exclusivos para essa finalidade
Devem ocorrer ainda melhorias da iluminação, substituição das telas de proteção com aproveitamento da estrutura de sustentação existente. "As telas que forem retiradas serão reaproveitadas na escola de campo, além de executar o passeio do entorno tornando o mesmo acessível".
O projeto está sendo elaborado e a previsão é estar concluído até a data da audiência pública. "Os valores não temos como precisar, pois, estamos em fase de projeto. É importante que a população saiba que os valores que desejamos investir são oriundos da Lei n° 2.967 de 28 de abril de 2017. Esses valores são referentes a regularização de edificações que foram construídas em desacordo com a legislação municipal, ou seja, o Plano Diretor, desta forma esses recursos são geridos pelo comitê técnico e só podem ser utilizados como determina o Art. 7º desta lei, compra de áreas verdes ou institucionais, mobilidade urbana, infraestrutura urbana, praças e parques", informa.

Praça necessita de melhorias; brinquedos novos, melhor iluminação e mais segurança para  os usuários




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

05/07/2019   |
05/07/2019   |
28/06/2019   |
28/06/2019   |
14/06/2019   |
07/06/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS