Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Overdose de chocolates da Páscoa

26/04/2019 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Se você ganhou muitos ovos nessa Páscoa e não sabe o que fazer com tanto chocolate depois do feriado, saiba que é possível "reciclá-los". Os ovos podem servir de ingrediente em receitas de trufas, brownies, mousses ou ser usados como "gotas de chocolate" em cookies. Outra coisa bem bacana que pode ser feita é levar alguns chocolates a uma instituição de caridade. Com isso você também ensina a criança a compartilhar.

Conservação
Antes de saber como usar, é importante saber conservar o chocolate para evitar surpresas desagradáveis na hora de reciclar. Os ovos devem ser armazenados em um local fresco e seco, longe de produtos com aroma muito forte, pois o chocolate absorve cheiros com facilidade. Mesmo que o ovo ainda não tenha sido aberto, o ideal é guardá-lo em um recipiente com tampa, evitando ao máximo o seu contato com o ambiente externo. Também é importante ver a data de validade dos chocolates, e esses devem ser consumidos antes.
Ao contrário do que muitos pensam, a geladeira não é o local mais adequado para guardar o chocolate, por que o choque térmico cria uma condensação na casca do ovo. Mas quem possui uma adega pode usá-la para isso, pois a temperatura e a umidade do local são controladas. Nesse caso, o pote hermético se torna ainda mais importante para a conservação do chocolate, evitando que ele absorva odores dos vinhos.

Chocólatras
Quando comemos muito chocolate, em período curto de tempo, nosso corpo sofre com os picos de açúcar, que elevam a glicemia (açúcar do sangue) rapidamente. Com isso, o corpo libera grandes quantidades de insulina, hormônio que "coloca" o açúcar dentro dos músculos, que se transforma em energia e a vontade dos doces logo retorna.

Ciclo vicioso
O chocolate dos ovos, normalmente, são feitos de açúcar, leite e gordura, a manteiga de cacau. Em exagero, esses ingredientes sobrecarregam o fígado e o intestino, e a pessoa pode passar mal, ter náuseas, vômito, dor de cabeça, entre outros sintomas. 
Para evitar o mal estar, além de tentar conter a compulsão em terminar com o ovo de Páscoa, há alguns momentos ideais para comer chocolate. "Sempre comer logo depois das refeições, para diminuir o impacto da liberação de muita insulina. Além disso, as refeições vão ter as fibras, as proteínas, que ajudam a reduzir o pico do açúcar. E há uma quantidade ideal: 15 gramas (ou um pedaço pequeno). Priorize também o chocolate saudável, com uma quantidade maior de cacau, a partir de 70%, 80%".

O que não fazer? 
Jamais coma o chocolate como um lanche da tarde, sem nenhum outro alimento. "Isso vai fazer com que o corpo libere uma quantidade muito grande de insulina, porque é muito açúcar entrando de uma só vez. Sempre coma depois de uma outra refeição".

Recupere-se
Confira os alimentos que ajudam a desintoxicar o organismo depois do exagero de chocolate:
? Cuide do fígado. Depois de muita gordura, açúcar e leite, dê uma atenção especial ao fígado. Prefira alimentos mais leves, como frutas e verduras, e evite carnes vermelhas, que exigem esforço do órgão;
? Água. Assim como a ressaca, depois de uma overdose de chocolate é preciso tomar muitos líquidos. Prefira água e sucos;
? Segure o carboidrato. Dê um tempo nos pães, biscoitos, macarrão. Nas refeições, priorize as saladas e, se não puder reduzir muito o carboidrato, prefira batata doce, inhame e mandioca;
? Chás para digerir. Ajude seu corpo a digerir todo doce com alguns chás digestivos, como boldo, alcachofra, carqueja, espinheira santa, alecrim e hortelã.

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/chocolate-pascoa/




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
18/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS