Segunda-feira, 20 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1556
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Notas

01/03/2019 - Por Sandro Rambo
Tweet Compartilhar
INTERDITADO I - A tendência é de que, aos poucos, os salões de festas, onde há aglomeração de pessoas, fechem suas portas, uma vez que são muitas as exigências para funcionamento. É claro que tem de haver prevenção, mas exageros nas exigências também existem.

INTERDITADO II - Em Três de Maio, na quarta-feira, o Clube Buricá foi interditado pelo Corpo de Bombeiros, por não atender a requisitos de segurança exigidos no Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndio (PPCI), já que o alvará venceu nos últimos dias.

INTERDITADO III - Segundo o major Neto, a decisão de interditar o clube foi pela falta de controle dos materiais de acabamento e revestimentos em áreas comuns, como locais de reuniões (revestimento do forro com material inadequado), a instalação irregular de divisórias de madeira no pavimento superior do prédio, onde funcionam a ACI e a Funcap, e a inexistência de porta de emergência no antigo restaurante, entre outros.

INTERDITADO IV - Com isso, toda a estrutura do Clube Buricá foi interditada, inclusive as sedes de ACI e Funcap, que funcionam no segundo piso. Até um bar, terceirizado, que funciona no térreo, foi fechado. A interdição pegou de surpresa o presidente da sociedade, Inácio Stürmer, que desabafou: "Faz mais de 15 anos que existe o forro e nunca fomos questionados sobre isso. Foi uma surpresa".

INTERDITADO V - Com a interdição, chamaram atenção declarações de algumas pessoas em redes sociais, como, por exemplo, "a diretoria do clube não sabia mesmo do fato ou é incompetente?" e "não precisa realizar o Carnaval! Vamos colocar esse dinheiro na saúde". (Vale salientar que a festa de Carnaval não é promovida pela prefeitura e sim pelo Clube Buricá.)

INTERDITADO VI - Vale ressaltar que com o lucro da festa de Carnaval são feitas melhorias na estrutura da sociedade. Essas melhorias são para que a sede possa ser usada para a realização de festas de formaturas, casamentos, 15 anos, bailes, etc. Algumas pessoas que frequentam as festas realizadas no clube agora estão aplaudindo a interdição. Lamentável!
INTERDITADO VII - Até o fechamento desta coluna, às 16h, não tínhamos a informação oficial se o Carnaval iria ou não ser realizado, uma vez que o clube iria sugerir um TAC (termo de ajustamento de conduta).

ALUGA-SE - Você já observou quantas salas comerciais há para alugar em Três de Maio?

FARMÁCIA NO MERCADO DA COTRIMAIO - A Cotrimaio terá uma farmácia anexa ao supermercado de Três de Maio. Ela vai se localizar no espaço onde ficava a entrada do supermercado e contará, ainda, com um acesso interno ao centro de compras. Já a reinauguração oficial do supermercado, todo remodelado, será no dia 22 de março, sexta-feira.

NOVA INDÚSTRIA - Três de Maio vai receber uma indústria de chás, com a marca Emagrechá, e um centro nacional de treinamento do programa Emagrecer. O investimento é da alegriense Geórgia Filipin, que é dona da marca Emagrecer. Geórgia é fisioterapeuta dermatofuncional. O local se situará às margens da ERS-342, próximo à Supertex. O investimento será de R$ 500 mil.

CARLOS FILIPIN - Na matéria "Brigada Militar com nova viatura", publicada na página 16 da edição passada, o correto é que Carlos Norberto Filipin é contabilista da Câmara de Vereadores de Alegria, e não secretário.

IMAMA - A Unidade Regional do Instituto da Mama de Três de Maio sai da Unidade Central de Saúde e vai para novo endereço: Galeria Jost, sala 4A. Ainda está em processo de mudança. Em novembro, a unidade comemora 10 anos de atividades, com atuação nos processos de educação, reabilitação, articulação e mobilização social em favor da saúde da mama, em especial, a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

04/05/2019   |
26/04/2019   |
18/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |
29/03/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS