Terça-feira, 11 de dezembro de 2018
Ano XXX - Edição 1536
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Enfermagem recebe conceito 4 do MEC

16/11/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Avaliação foi conferida pelo Ministério da Educação (MEC) para renovação do reconhecimento do curso superior de Enfermagem
O curso superior de Enfermagem da Setrem recebeu um ótimo conceito junto ao Ministério da Educação (MEC). Em uma escala de 1 a 5, a Enfermagem Setrem recebeu avaliação 4, conferida para renovação do reconhecimento do curso. Os avaliadores elogiaram vários pontos, entre eles a velocidade de atualização ao que a Enfermagem tem de contemporâneo e as fortes parcerias existentes há muitos anos entre o Curso e os Hospitais, as Secretarias de Saúde, a Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa e as empresas.
Esta foi a terceira visita que o curso de Enfermagem recebeu do MEC. A primeira, de autorização do curso, em 2001, a segunda, de reconhecimento do curso, em 2005 e esta última, entre os dias 26 e 29 de setembro de 2018, para renovação do reconhecimento. Em 2005, o curso obteve o conceito 3. 
"Tivemos uma melhora considerável de uma visita para outra. Trabalhamos duro para qualificar e solidificar o curso no mercado de ensino da região", comenta o coordenador do curso, Gilberto Souto Caramão. Durante a visita dos avaliadores, em setembro, os pontos avaliados foram distribuídos em três dimensões: corpo docente, organização didático-pedagógica e infraestrutura.

Destaques do curso
Quanto aos professores, Caramão destaca que, hoje, a maioria são mestres e doutores e que possuem vínculo parcial ou integral, bem como plano de carreira. "A Setrem também instituiu um Programa Permanente de Qualificação Docente, que atualmente conta com uma sala de inovações pedagógicas, onde são desenvolvidas essas atividades".
Investimentos na aquisição de novos livros e a implantação da Biblioteca Digital, que possibilita aos acadêmicos acesso a uma gama muito grande de livros em notebooks e smartphones, também foram algumas melhorias realizadas no quesito infraestrutura. A Unidade São Paulo, que abriga os cursos técnico e superior de Enfermagem, passou ainda por várias reformas. "O prédio foi adequado às questões de acessibilidade; todas as salas de aula foram padronizadas com classes e cadeiras estofadas, climatizador e projetor multimídia; e os laboratórios foram melhor equipados também. Criamos mais espaços de convivência para os acadêmicos e qualificamos o espaço onde está instalado o Diretório Acadêmico de Enfermagem", acrescenta Gilberto Caramão.
Sobre a organização didático-pedagógica, ele destaca o forte vínculo do Curso com o Sistema Único de Saúde (SUS), tanto em nível local quanto regional, além do uso das Práticas Clínicas e Educativas (pequenos estágios práticos nas instituições conveniadas) no decorrer do curso, e os procedimentos de avaliação adotados pela Setrem. "O Trabalho de Conclusão do Curso encontra-se muito bem regulamentado e institucionalizado, no qual, ao final, o acadêmico envia um artigo para uma revista indexada, sob a orientação de um docente do curso".

NO REGISTRO: Gilberto Souto Caramão, coordenador do curso de enfermagem e Mauro  Nüske, vice-diretor da Faculdade Três de Maio 

FOTO: SETREM/DIVULGAÇÃO







Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

30/11/2018   |
30/11/2018   |
23/11/2018   |
09/11/2018   |
09/11/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS