Terça-feira, 11 de dezembro de 2018
Ano XXX - Edição 1536
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

BM prende quadrilha após assalto a cooperativa em Consolata

09/11/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
'Bandidos sempre usam o mesmo modus operandi, com um comparsa que mora na 
cidade para dar suporte', afirma Capitão Korte

Brigada Militar prendeu quadrilha que assaltou cooperativa em Três de Maio. Dos quatro bandidos envolvidos, três - incluindo um menor -, são de Porto Alegre. Na ação criminosa, eles tiveram 'ajuda' de um morador de Três de Maio

Há menos de um mês após frustrar um assalto e prender uma quadrilha (três homens foragidos e um comparsa de Três de Maio), a Brigada Militar efetuou a prisão de quatro elementos que roubaram a cooperativa Coopermil, em Consolata, no interior.
O roubo ocorreu por volta das 16h de segunda-feira, 5, e neste caso, a exemplo do anterior, também havia quatro bandidos, um deles, de Três de Maio. Segundo o Capitão Éverton da Silva Korte, Comandante da Brigada Militar de Três de Maio, esta ação obteve 100% de êxito, pois com o apoio do efetivo de Santa Rosa, todos os elementos foram presos, nenhuma vítima (do assalto) ficou ferida e todos os objetos do roubo foram recuperados. 
Em entrevista ao Semanal, Korte avalia que, muito provavelmente, o bando teria interesse em realizar outra ação criminosa na região. "Porque se eles vêm uma vez e dá certo, ficam encorajados a voltar. Mas nessa ação repressiva que prendemos eles, acontece o contrário, eles ficam desencorajados. Porque sabem que estamos e vamos continuar atuando forte." 
O Capitão afirma que os bandidos geralmente usam o mesmo modus operandi. "Sempre vai ter alguém (comparsa) que mora na cidade (de Três de Maio) e vai dar suporte para eles agirem na região, porque eles não conhecem aqui." E foi esse fator que auxiliou no trabalho de captura de todos os bandidos. "Durante a fuga, o primeiro capturado foi o homem de Três de Maio, que era o guia. Então, os outros ficaram perdidos, porque não conheciam a região. E conseguimos pegar eles."

Como ocorreu o assalto
Por meio de uma ligação telefônica, a BM foi chamada para atender a ocorrência de roubo na cooperativa, em Consolata. A informação era de que três bandidos adentraram a empresa, anunciando o assalto, e que após o roubo (dinheiro, celulares, um notebook e outros objetos), fugiram em um Gol branco. 
Ao se deslocar até a cooperativa, a guarnição constatou pelas filmagens das câmeras de segurança de que se tratava de um Citröen C3 branco. "Fechamos as rodovias em direção a Três de Maio e percebemos que eles teriam ido rumo a Santa Rosa. Nos deslocamos até lá e perto do Posto Fenasoja, o veículo adentrou uma estrada vicinal, de chão, e logo, os bandidos abandonaram o carro e correram para o meio do mato. Ali percebemos que eram quatro homens."
Ao consultar os dados do veículo, foi constatado que era clonado e havia sido roubado, em Porto Alegre. Para capturar os bandidos, os policiais militares cercaram a localidade. O primeiro a ser pego foi o homem de Três de Maio, que disse ser o motorista. "Ou seja, ele conhecia a região e os bandidos pegaram ele como guia", declarou Korte.
Segundo o comandante da BM, os outros três bandidos foram pegos entrando no Bairro Cruzeiro, em Santa Rosa. "Um deles é menor de idade, com passagens e foragido da Case. E os outros dois possuem passagens por furtos, roubos e tráfico. Todos da região de Porto Alegre;  que vieram por pensar que o interior é mais fácil deles agirem", ressalta. Os bandidos foram encaminhados para o presídio de Santo Cristo e o menor para a Case de Santo Ângelo.

Quatro homens foram presos. Três de Porto Alegre, entre eles, um menor (encaminhado para a Case 
de Santo Ângelo), e um morador de Três de Maio

FOTOS: BRIGADA MILITAR/DIVULGAÇÃO




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

30/11/2018   |
09/11/2018   |
09/11/2018   |
26/10/2018   |
19/10/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS