Domingo, 23 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1525
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

29/06/2018 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - LÁ ONDE TUDO COMEÇA - É na família. Não existe instituição mais importante do que a família. É lá que tudo começa. Lamentavelmente, as famílias sólidas de outros tempos minguaram. E esta decadência das famílias se pode comparar a um terreno que deixa de ser cultivado, que deixa de ser adubado. Sem a devida adubação do solo, as plantas também mínguam. E plantas raquíticas não produzem frutos.  Da mesma forma, famílias deterioradas não colhem frutos positivos. Lamentavelmente, pouco, quase nada está sendo feito em prol da reconstrução das famílias. Se nada for feito, a violência se avoluma e a decadência moral desce a escada a cada dia que passa. Os nossos educadores precisam investir forte na família forte, onde tudo começa na vida. 

EX NIHIL NIHIL FIT - Do nada, nada vem é como se dizia no latim dos meus tempos de estudante. Estamos é vivendo no País do nada. Nada fiz, nada sei, nada roubei. 

SERVIÇO PÚBLICO NÃO É FAVOR, É OBRIGAÇÃO. ESTAMOS PAGANDO E BEM POR ELES. 
SOLUÇÕES E PROJETOS - Candidato que não tem soluções e projetos para nossos problemas, não deve perder tempo. Deve ficar em casa para pensar na vida. 

HOMENAGEM MAIS DO QUE MERECIDA - O dia 20 de junho é consagrada à Nossa Senhora Consolata. Isso lembra a nós tresmaienses a Congregação dos Missionários da Consolata, que implantaram aqui em Três de Maio, em décadas recuadas um extraordinário marco de educação, saúde e religiosidade. São obras dos missionários e missionárias da Consolata, a comunidade católica, o Ginásio Pio XII, depois, Escola e Colégio Estadual Cardeal Pacelli, Seminário Nossa Senhora de Fátima, Colégio Dom Hermeto e Hospital São Vicente de Paulo. Quase ninguém lembra disso, porque os missionários e missionárias da Consolata foram embora, mas deixaram este extraordinário patrimônio. Por isso, merecem nosso reconhecimento. 

MIGRAÇÃO - Assunto do momento, nos Estados Unidos. O presidente dos Estados Unidos está furioso com a chegada de imigrantes ilegais de todos os lados. E até tem cometido exageros. Mas é um fenômeno mundial. A migração não está se dando só nos Estados Unidos. Muitos países da Europa é o destino de fugitivos do Oriente Médio e da África. Até o Brasil é a porta de entrada de migrantes da Venezuela, do Haiti, do Senegal, para ficar nisso. Só o Rio Grande do Sul já recebeu recentemente 50 mil migrantes. Isso numa época muito ruim, quando grassa o desemprego e a recessão econômica.  

BRASILEIROS QUEREM DEIXAR O PAÍS - Se há a vinda de muitos migrantes de vários países para o Brasil, muitos brasileiros gostariam de deixar o País. Nada menos de 85 mil brasileiros, se tivessem condições sairiam do Brasil, fugindo da violência, do desemprego e por outras razões.

ABRE E FECHA - É o que acontece historicamente, o abre e fecha de empresas.  A estatística ao longo dos anos nos mostra isso.  Geralmente, é a falta de estrutura sólida. Nestes tempos difíceis, quando o desemprego está bombando, existe a ânsia de pessoas quase sempre bem intencionadas em criar sua oportunidade de trabalho. E muitas vezes se dão mal, porque faltam condições. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

06/09/2018   |
31/08/2018   |
24/08/2018   |
17/08/2018   |
10/08/2018   |
03/08/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS