Domingo, 23 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1525
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Jornal Semanal - 30 anos

15/06/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar

Em meio a cenário de mudanças, contexto atual mostra a importância do jornalismo responsável e ético para a sociedade


Não é novidade que ao longo dos anos, e em especial mais recentemente, nessa era tão digital, de tanta tecnologia, muita coisa mudou no modo de se exercer a atividade jornalística. Ganhou-se muito, principalmente, em agilidade e praticidade.
Entretanto, mesmo numa era de tantas mudanças e evoluções, que ocorrem tanto para a produção jornalística quanto para o público que a consome, há coisas que não mudam - e uma delas é a importância do jornalismo responsável e ético para a sociedade.
Jornalismo, em meio a tantas outras situações que o caracterizam, é sinônimo de informação. O que você procura ao abrir um jornal? Informação. O que você procura ao ligar o rádio ou a televisão? Informação. O que você procura ao acessar um site de notícias? A resposta é a mesma.
Mas, se jornalismo é sinônimo de informação, o mesmo não se pode dizer do contrário - uma vez que nem toda informação que circula ou é publicada é jornalismo. Na prática jornalística, para uma informação ser publicada, ela demanda apuração, demanda ouvir fontes, demanda checagem. E este cuidado que antecede a disseminação de uma informação é um dos pontos em que a atividade jornalística demonstra a importância de seu papel para a sociedade.
Em ambientes como o Facebook e o WhatsApp, é frequente vermos informações e notícias falsas sendo publicadas, disseminadas. Durante a mais recente paralisação dos caminhoneiros, por exemplo: com quantas informações desencontradas você deparou ao abrir o Facebook e os grupos de WhatsApp?
Quantas fotos antigas, não condizentes com a realidade atual, você recebeu? Em plena democracia, quantos áudios ou vídeos de alegados representantes do alto comando do Exército afirmando que em breve haveria intervenção militar, com a tomada do poder à força, chegaram até você? E, disso tudo, o que, de fato, você testemunhou se concretizar?
Essas e outras situações ajudam a trazer à tona o fato de que, ao se informar por meio de um veículo de imprensa sério, a informação que você encontra tem um conceito primordialmente diferente daquele com que você depara, por exemplo, em muitos posts de amigos no Facebook ou no WhatsApp - o processo existente até se chegar ao ato de publicar é diferente em sua essência.
Meios de comunicação não são infalíveis, não estão imunes a cometer erros - não só não estão imunes, como cometem, e informações inverídicas podem ser danosas em qualquer lugar em que sejam publicadas. No entanto, publicar por publicar - como vemos aos montes em posts no Facebook e em mensagens no WhatsApp, sem que se corra atrás de fontes, sem preocupação com a veracidade da informação, sem preocupação com os prejuízos a quem é alvo dessas publicações - não faz parte do trabalho de nenhum veículo de comunicação sério.
A busca pela verdade dos fatos, a busca pela informação correta, a busca por fontes, organizações, instituições e órgãos confiáveis para se abordar determinado assunto são algumas das características que diferenciam um meio de comunicação do padrão de publicações verificadas aos montes em redes sociais ou aplicativos de mensagens. E atuar assim é um dos propósitos e um dos compromissos do Jornal Semanal ao longo desses 30 anos de história, completados no dia 1º, com a primeira edição tendo circulado em 16 de junho de 1988.
O Jornal Semanal sabe da responsabilidade que tem e do papel social que exerce. Afinal, tem seu conteúdo focado e voltado à comunidade em que está inserido e à de municípios próximos. O Semanal retrata pessoas e acontecimentos dessas comunidades, é com essas pessoas que ele lida dentro da sua atuação, e essa relação de proximidade faz com que o compromisso e a consciência sobre sua responsabilidade sejam ainda maiores - pois ele é sabedor do impacto que determinados conteúdos podem ter para um grupo de pessoas ou para as comunidades como um todo.
Em tempos de informações publicadas nos mais variados ambientes e a todo instante - e, muitas vezes, com elas estando longe de condizer com a realidade -, o Semanal mantém um compromisso de oferecer diferenciais ao seu público leitor.
Matérias exclusivas fazem parte disso, bem como matérias em que, embora o leitor já tenha tido um conhecimento prévio a respeito do assunto, o Semanal traz este assunto ampliado, com uma abordagem mais vasta. Com isso, o Semanal não apenas proporciona que o leitor fique bem informado, como, também, oferece subsídios maiores para que este leitor forme a sua opinião a partir dos fatos.
São 30 anos de Jornal Semanal. Em meio a este cenário de mudanças constantes na área da comunicação e em toda a sociedade, o que inclui o modo de se escrever, divulgar, consumir e absorver informações, o Semanal reafirma o seu compromisso social com Três de Maio e municípios da microrregião, sabedor da responsabilidade que carrega consigo e com a sempre presente compreensão do quanto a atividade jornalística pode impactar no dia a dia das comunidades.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

06/09/2018   |
06/09/2018   |
31/08/2018   |
10/08/2018   |
10/08/2018   |
27/07/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS