Quarta-feira, 15 de agosto de 2018
Ano XXX - Edição 1520
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para consumo

25/05/2018 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - CADÊ O RESPEITO? - Respeito é bom e eu gosto, diz uma sentença velha como as armas do governo. Há pessoas e muitas há, que não gostam de respeitar o próximo. E debocham, quando alguém avança e faz algo de criativo. O êxito do próximo deveria ser respeitado e não ridicularizado. Destruir o que os outros fazem ou fizeram é fácil e não tem consequências. Não há lei que pune o desrespeito. O que se pode esperar é que as pessoas atacadas da inveja e do ciúme recebam luzes do alto, para que enxerguem que estão transitando na estrada errada. Destruir o êxito do próximo é uma insensatez vergonhosa. Se não posso subir os degraus do êxito, não é de bom alvitre evitar que outros subam. É melhor aplaudir do que fazer figa.

CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS. 

A DISPARADA - Do dólar. Faz algum tempo que o dólar não pregava tanto susto. Está subindo praticamente todos os dias e a cotação está chegando aos 4,00 reais. A causa é o aumento dos juros nos Estados Unidos e em razão disso, é grande a procura por dólares. Os preços de muitos produtos também disparam, sobretudo, os importados. O aumento exagerado e quase diário dos combustíveis se deve ao aumento do petróleo, que é cotado em dólares. 

PROTESTOS - Os motoristas durante a semana, protestaram veementemente contra a disparada do diesel. E o governo não está achando fórmulas para acalmar os preços dos derivados do petróleo. Ao governo não interessa cortar impostos dos combustíveis, que atingem 45% do preço do diesel e da gasolina.  Do jeito que está os caminhoneiros estão trabalhando para o governo. 

MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR - É uma frase antiga, muitas vezes repetida e verdadeira. Isso vale para os mais diversos aspectos da vida. Vale nos casos de saúde, da economia, das mais diversas atividades do dia a dia e, inclusive, na vida familiar. Claro, isso nem sempre vem sendo adotado, porque as pessoas e também muitos empresários e os governantes, seja na área administrativa ou na área legislativa esqueceram, ou fizeram de conta que esqueceram o princípio da prevenção. Com certeza, foi o caso do petróleo em alta, que está infernizando a vida dos brasileiros, neste momento. Lá atrás, não foram estabelecidas normas para evitar este susto que estão pregando, agora, os altos preços dos derivados do petróleo.  

ACOMPANHARAM O FIASCO DAS ELEIÇÕES NA VENEZUELA? MAIS DE 50% DOS ELEITORES NÃO VOTARAM NA REELEIÇÃO DE NICOLÁS MADURO PARA MAIS 6 ANOS? NÃO É ESTE MODELO QUE QUEREMOS NAS NOSSAS ELEIÇÕES. 

JUBILEU DE PRATA I - Este colunista completou, no dia 1º de maio, 25 anos, na Rádio Cidade Canção FM, que neste ano, em novembro, completa 30 anos de vida. 

JUBILEU DE PRATA II - O Programa inédito Festança da Cuca e da Linguiça - Das Grosse Kuche und Wurst Fest - que vai ao ar todos os domingos das 5h30 às 9 horas, desde 16 de maio de 1993, dirigido para a etnia alemã, completou 25 anos. O locutor Bach Hannes se comunica no dialeto Hunsrueck, a língua praticada em dezenas de municípios de descendentes germânicos, em toda região, oeste catarinense e até na Argentina, onde o programa é sintonizado.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

10/08/2018   |
03/08/2018   |
27/07/2018   |
20/07/2018   |
13/07/2018   |
06/07/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS