Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1487
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

14 de novembro - Dia Mundial do Diabetes

17/11/2017 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Atualmente no Brasil há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes, o que representa cerca de 6,9% da população. E esse número está crescendo. Aproximadamente, metade das pessoas que tem diabetes tipo 2 desconhecem sua condição, uma vez que a doença é pouco sintomática. O diagnóstico precoce é tão importante que o Lions Clube Três de Maio está inserido na campanha do Lions Internacional  na prevenção ao diabetes, pois o tratamento adequado pode evitar complicações desta doença. 
Abaixo, uma entrevista exclusiva com a médica Endocrinologista Mônica de Castilhos.

O que é diabetes?
O diabetes se caracteriza pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina e como resultado temos aumento da glicose no sangue (hiperglicemia). 
O diabetes tipo 1 é resultante da destruição autoimune das células produtoras de insulina. O diagnóstico desse tipo de diabetes acontece, em geral, durante a infância e a adolescência, mas pode também ocorrer em outras faixas etárias.
Já no diabetes tipo 2, o pâncreas não produz quantidade suficiente de insulina para controlar a glicose ou o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz. Esse tipo de diabetes é mais comum em adultos, acima do peso, sedentários, sem hábitos saudáveis de alimentação, mas também pode ocorrer em jovens.

Quais os fatores de risco?
-  Pré-diabetes - glicose de jejum entre 100-125mg/dLou glicose 2 horas pós sobrecarga de glicose entre 140-199 mg/dL
- Hipertensão;
- Dislipidemia (alteração de colesterol e/ou triglicerídeos);
- Sobrepeso/obesidade;
- Familiares de primeiro grau com diabetes;
- História de diabetes gestacional ou bebê com peso superior a 4 kg ao nascimento;
- Síndrome de ovários policísticos;
- Sedentarismo.

Quais são os sinais e sintomas? 
O aparecimento de diabetes tipo 1 é geralmente repentino e pode incluir sintomas como:
- Sede excessiva (polidipsia); 
- Rápida perda de peso; 
- Fome exagerada; 
- Cansaço inexplicável; 
- Muita vontade de urinar(poliúria); 
- Visão embaçada;
- Má cicatrização de feridas;
- Vômitos e dores abdominais.
Importante: Os mesmos sintomas acima podem também ocorrer em pessoas com diabetes tipo 2, mas geralmente são menos evidentes ou até mesmo ausentes.

Posso prevenir o aparecimento de diabetes?
Entre as recomendações formais para a prevenção do diabetes estão a prática de uma alimentação saudável, controle do peso e atividades físicas regulares
Alguns hábitos alimentares também podem ajudar: 
- consumo de algumas frutas como mirtilo, uva, maçã e banana (fruta inteira, não o suco);oleaginosas:castanhas, nozes, amêndoas, macadâmias, avelãs e pistaches; café preto;  chocolate amargo; iogurte desnatado; azeite de oliva.

Como fazer o diagnóstico?
- A1C  ? 6,5%   ou 
- Glicemia de jejum  ? 126mg/dL   ou 
- Glicemia no teste de tolerância à glicose ? 200mg/dL (pós 2 horas) ou 
- Glicemia ao acaso (em qualquer horário) ?  200mg/dL em pacientes sintomáticos (poliúria, polidipsia e perda de peso).

Quais complicações podem ocorrer nesta doença?
- Doença renal - nefropatia diabética;
- Doença ocular - retinopatia diabética; glaucoma e catarata também são mais frequentes;
- Neuropatia diabética, lesão dos nervos pela glicose alta;
O diabetes também aumenta o risco de Infarto e AVC (isquêmica cerebral).
Importante: A chance de desenvolver complicações pode ser reduzida com diagnóstico precoce do diabetes e com o tratamento adequado desta doença (bom controle glicêmico).

O que é hipoglicemia?
A hipoglicemia é caracterizada por um nível anormalmente baixo de glicose no sangue, geralmente abaixo de 70 mg/dl. É importante não considerar apenas este número - o médico deverá dizer quais níveis são muito baixos para você.
Aumentar a quantidade de exercícios sem orientação correta, ou sem ajuste correspondente na alimentação ou na medicação; pular refeições; comer menos do que o necessário; exagerar na medicação, acreditando que ela vai trazer um controle melhor; e ingestão de álcool são causas comuns de hipoglicemia.
Sinais e sintomas: tremores, nervosismo, suor frio, confusão mental, palpitações, tonturas, sonolência, formigamento ou dormência nos lábios e na língua, dor de cabeça, fraqueza e fadiga, convulsões.
Neste momento você deve consumir algo que contenha carboidrato (suco doce, água com açúcar, ou a própria refeição).

Tratamento do diabetes
- Alimentação - planeje e fracione suas refeições; prefira as opções de pães, massas e cereais integrais ricas em fibras; varie e consuma diariamente frutas, verduras e legumes; opte por comer frutas com bagaço e evite sucos de frutas tanto industrializados como naturais; prefira peixes, aves e carnes magras, evite frituras; opte por leite, iogurte e queijos com baixo teor de gordura (desnatados ou semidesnatados). Beba bastante água!
- Atividades físicas regulares - Exercícios físicos regulares ajudam a baixar as taxas de glicemia. Quando você gasta energia, o organismo usa o açúcar do sangue em velocidade maior.
- Medicamentos - com prescrição e acompanhamento médico.

Médica Endocrinologista Mônica de Castilhos
Consultório no Centro Clínico Viva Vida. 
Agendamento pelos telefones 
3535-2034 /98103-0000 e 99996-9043





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

08/12/2017   |
01/12/2017   |
24/11/2017   |
10/11/2017   |
03/11/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS