Segunda-feira, 25 de setembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1476
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para consumo

11/08/2017 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  ÓDIO  - Que coisa feia é o ódio. E, infelizmente, ele existe. Há  ódios de todas as cores. Existe o ódio político. O ódio religioso. O ódio racial.  O ódio profissional, que não é menos feio que todos os outros ódios. A despeito da feiúra, infelizmente, o ódio grassa por toda parte. Nas pequenas comunidades, o ódio que mais incomoda a população é o político. As pessoas se agridem por causa de siglas partidárias, que na verdade, em nada contribuem para a melhoria dos problemas sociais. Vizinhos se agridem e se detestam por causa de uma  insignificante sigla partidária. Irmãos se detestam por causa de uma sigla que nada traz para o bem-estar de um e de outro. Os ódios precisam ser apagados de nossas vidas e no lugar deles vamos plantar a semente do bem-querer e da amizade. O ódio entre irmãos, seja pelo motivo que for, é o mais feio e horrendo que existe. Irmãos são como os dedos de uma mesma mão e todos os dedos precisam tratamento igual, porque todos os dedos têm o mesmo valor e importância. Ou não?  

CUSTO DO CONGRESSO  - 28 MILHÕES POR DIA GASTAM SENADORES E DEPUTADOS POR DIA, OU SEJA, MAIS DE UM MILHÃO POR HORA. É HORA DE ACABAR COM A GASTANÇA. 

MUITO  BARULHO - Em cima do futebol e da política. Está na hora de voltar os holofotes para o trabalho e para a produção, enfatizando o desenvolvimento econômico. Basta ver o caso Neymar. É  lá que está o futuro do País. 

PARLAMENTARES MAL-EDUCADOS - Não podemos morrer de amores pelos parlamentares, sejam de que partido forem. É triste ver um comportamento apalhaçado de parlamentares como aquele mostrado, no dia 02 de agosto, quando foi votada a denúncia contra o presidente Temer. Foi um triste espetáculo dado por quem deveria ter grandeza e postura. 

VOCÊ BATE PALMAS PARA TRAIRAGEM E MÁ EDUCAÇÃO DE REPRESENTANTE DO POVO NO EXECUTIVO OU LEGISLATIVO?  

TROFÉU  - Da infidelidade, da trairagem na votação do processo  de denúncia contra o presidente Temer ficou com o PSDB e o título de vice ficou com, com... 

A ESQUERDA BRASILEIRA APOIA O GOVERNO DA VENEZUELA. LAMENTÁVEL! É ESTE O PAÍS QUE ELES SONHAM?  

CÂMARA NÃO É LUGAR DE ESPETÁCULO, NEM DE DESACATOS.

A QUEIXA É PROCEDENTE - Referente a gastos com remédios.  Passados apenas 7 meses de administração já teriam sido gastos R$ 400 mil em medicamentos.  A forte queixa é da secretária de Saúde, que recomenda mais cuidado e controle dos que buscam remédios na farmácia do Município. Logicamente, é preciso controle e adoção de critérios. O colunista, por exemplo, jamais pegou um frasco de remédios naquela farmácia, porque entende que quem pode comprar os medicamentos, não deve ter gratuidade.  Neste ritmo, em quatro anos de mandato, lá se vão mais de R$ 3 milhões só em remédios. Ao que consta a campanha eleitoral foi feita em cima disso. Agora, vem a cobrança. É um direito,dizem. Pode?  

HÁ SOLUÇÃO PARA OS DESCARTES - Maringá, modelo brasileiro de equilíbrio ambiental, tem soluções para os descartes, utilizando a reciclagem. É preciso encontrar uma solução para o descarte de galhos em nossa cidade. Não adianta fazer blitzes, se já no outro dia, a sujeira volta às ruas e calçadas. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/09/2017   |
08/09/2017   |
01/09/2017   |
25/08/2017   |
18/08/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS