Sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1470
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Sou a Sra. Depressão!

04/08/2017 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Foram três edições focadas na bipolaridade e depressão. Muitos foram os leitores que entraram em contato comigo, para falar de suas histórias e pedir para que esse tema fosse mais abordado. 
Atendendo a estes pedidos, trago a todos os leitores e amigos, essa carta, da Sra. Depressão.
A todos uma boa leitura e uma boa reflexão.

Pois é. Aqui estamos. Uma data comum. Um dia comum. Porém, uma pessoa incomum. Deixe-me apresentar: Meu nome é Depressão.
Estou ciente do quanto às pessoas de diversos lugares do mundo devem me odiar. Algumas até aceitam a minha presença e se conformam com o fato de que terão que me carregar nas costas pelo resto da vida, mas outras ainda sofrem. Elas tentam me despistar. Tentam me enganar. Tentam me matar. Mas eu que venço, na maioria das vezes.
Talvez você me considere um vilão, mas deixe-me explicar os reais motivos pelos quais eu vivo com você e em milhares de pessoas espalhadas pelo resto do mundo. Sei que lhe causo enormes problemas e que atrapalho sua vida em todos os aspectos. Quer saber o que eu faço com você?
- Te deixo imensamente triste por meses e meses.
- Implanto em sua mente pensamentos suicidas. Eu te engano direitinho, e você acredita que para resolver seus problemas basta morrer.
- Acabo com a sua autoestima.
- Faço você perder o prazer por tudo aquilo que ama.
- Faço você se isolar do mundo.
- Te faço derramar lágrimas todas as noites antes de dormir.
- Graças a mim você sente dores no peito, falta de ar e um nó na garganta sufocante.
- Te transformo em um ser totalmente desinteressado pela vida.
- Te dou dicas de como tirar sua própria vida e ainda te ajudo a fazer isso.
- Te convenço de que a vida não vale a pena e não tem o menor sentido.
- Faço você ficar rude e assim maltratar todos aqueles que você ama.
- Eu escondo todas as luzes que estão no seu caminho, para que você ande na escuridão.
Eu sou boa mesmo, não é verdade? Sou tão forte que posso acabar com sua vida. Mas e aí? Vai deixar que eu faça isso? Consegue entender que eu sou aquela pessoa que entra na sua vida para te ensinar a ser mais forte através da dor? Por mais que pareça que estou tentando te torturar, estou tentando torná-lo mais forte, e convenhamos: você é forte! Você realmente acha que qualquer um aguentaria conviver comigo? Com todas essas e outras coisas ruins que eu causo em você e em várias pessoas? Claro que não! As pessoas que estão livres da minha presença acreditam que são melhores, que estão na boa, mas nem sequer imaginam que eu posso visitá-las a qualquer momento de suas vidas. Elas são tolas por se acharem grandes demais.
Mas você. ah você é também é tolo, porque não reconhece o quão incrível você é. Está a todos esses anos comigo, sofrendo, mas sempre firme e forte. Me dando rasteiras e conseguindo lidar com a minha presença a cada dia que se passa. Você também me engana. Faz terapias, se exercita, toma remédios, ocupa a mente e em vista disso não me deixa brechas para fazer aquilo que sei fazer. Sabe, creio que meu objetivo de torná-lo forte dará certo uma hora ou outra.
Ao longo dos anos, você vai me conhecendo melhor e passa a encontrar métodos para me driblar. Olha aí, meu objetivo funcionando. Sabe o que mais gosto em você? A sua capacidade de aprender com os erros, seu amor incondicional, seu interesse pelo bem-estar das outras pessoas. Devo admitir que o ser humano que está de mãos dadas comigo tem muito mais compaixão. Pois eles sabem o que é a dor, e não desejam isso para mais ninguém. Pois é, olha eu aqui te elogiando. Eu te dou rasteiras, você me dá rasteiras e assim a gente vai levando a vida. Eu sou imortal, eu sei. Uma vez comigo, comigo para sempre. Mas você sabe que eu só apareço em momentos especiais. Momentos estes que você insiste em chamar de crise. Não é crise, é uma visita meu amigo. Eu te visito para te mostrar que tem coisa errada e que você pode aprender muito mais. Depois que vou embora, você até consegue perceber o quão está mais forte e maduro, não consegue? Então, eu não sou seu inimigo. Quer dizer, se você não tomar cuidado posso me tornar um inimigo.
Infelizmente muitos não foram capazes de conviver comigo e se debruçaram na tristeza, se entregaram para o caminho da morte. Mas você não! Você está aqui não está? E está lendo essa carta que estou lhe fazendo com muito amor, por incrível que pareça. Pare de ficar me vendo como algo ruim. Eu te dou todas as cartas para ser uma pessoa incrível. E você está sendo uma pessoa incrível. Poxa, você está aí, de pé. Talvez esteja um pouco abalado com minha presença, mas está aí não está? Creio que nem eu conseguiria viver comigo mesmo. Mas você consegue.
Eu sou um obstáculo na sua vida. E como qualquer obstáculo é possível me driblar e dar a volta por cima. Aproveite o lado bom que eu lhe ofereço e aprenda a lidar com tudo aquilo de ruim que faço com você. Já ouviu o termo: Se não pode vencer o inimigo, junte-se a ele? Então, junte-se a mim, mas não no lado ruim. No lado bom. Eu quero te derrubar, mas estou te ensinando a ME derrubar.
Acha que consegue? 
Ass. Sra. Depressão

Fonte: www.psiconlinews.com



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

11/08/2017   |
28/07/2017   |
21/07/2017   |
14/07/2017   |
07/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS