Quinta-feira, 21 de setembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1475
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

14/07/2017 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - VER PARA CRER - Velho, antigo ditado. Verdadeiro ou não, é da cabeça de cada um. Se alguém nunca viu o Pico do Himalaia, poderá dizer que ele não existe, por que nunca o viu? Então, desde logo, o ditado em tela não cabe. Mas, de fato, há coisas que é preciso ver, para acreditar nelas. Mas nem todas. Aliás, crer ou ter fé, independe da visão. Os religiosos invocam a fé, para explicar os mistérios, porque há muitas situações em que os olhos humanos não penetram. Por esta razão muitos seres humanos têm dificuldades em acreditar e, por isso, se dizem incrédulos. Por isso, não se pode cobrar que todos acreditem em tudo, porque existem aqueles que são adeptos do ditado ver para crer. Muitos, que são adeptos do ditado, gostariam de ir à lua, ou a algum planeta ou satélite, nos longínquos do universo, para constatar com os próprios olhos a existência da vida naquelas paragens.

UMA VISITA - A ROLANTE, MUNICÍPIO DO VALE DO PARANHANA, QUE TEM 21 MIL HABITANTES. É A CAPITAL NACIONAL DA CUCA E A TERRA NATAL DO TEIXEIRINHA. MAS TAMBÉM TEM O CAMINHO DAS PIPAS. O destaque é a produção de cucas e de vinho. Na planície muita cuca e a Kuchenfest todos os anos, em março, e a 800m de altitude, parreirais, vinícolas, vinho do bom e sucos naturais e a boa cozinha italiana. 

É O QUE NÃO TEMOS AQUI - Lamentavelmente, nós que temos tanta coisa boa aqui, pouco ou nada divulgamos turisticamente falando. Somos a CIDADE INDUSTRIAL DO LEITE. Alguém sabe lá fora? Produzimos aqui bons queijos, boa cerveja, boa linguiça e até vinhos coloniais. Temos boas atrações turísticas. Alguém sabe lá fora? Não, porque não temos guia turístico. 

FRASE FORA DE MODA - "UM PAÍS SE FAZ COM HOMENS E LIVROS". Está é do escritor Monteiro Lobato. Olha que a frase de Lobato faz sentido. 

PARA O PROFESSOR AUTÊNTICO, CADA ALUNO É UMA CONQUISTA. 

A MATEMÁTICA É A QUEIXA - Reportagens e mais reportagens são publicadas, onde a Matemática é a vilã. Os estudantes não estariam assimilando a Matemática. E a Língua Portuguesa, que vem sendo massacrada? Perguntem a alguém o que é verbo transitivo direto, ou verbo bitransitivo, como e quando se usa a crase e o uso do hífen, então, é uma bagunça. Nem o trivial TRESMAIENSE acertam os entendidos. 

E AS MONTANHAS AUMENTAM - O colunista se refere aos morros de lixo nesta cidade que já queria ser das flores. A rua Jorge Logemann é um exemplo. Lá as montanhas crescem a cada semana que passa. São galhos e mais galhos jogados nas calçadas e nas ruas. Alguém é responsável por isso? 

POR QUE TANTO FOGUETE? - Quase todo final de semana temos aqui um festival de foguetes. A continuar assim, Três de Maio poderá consagra-se como a Capital do Foguete. LEMBREM-SE: CADA FOGUETE É UM LITRO DE LEITE A MENOS PARA AS CRIANÇAS POBRES. 

MENOS MAL QUE A NOSSA ECONOMIA ESTÁ EVOLUINDO. Os preços dos produtos estão caindo, o consumo está aumentando e os juros estão despencando. Logo, logo o desemprego também cai. No último mês até foi registrada deflação, palavra que havia desparecido de nosso dicionário econômico. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/09/2017   |
08/09/2017   |
01/09/2017   |
25/08/2017   |
18/08/2017   |
11/08/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS