Quarta-feira, 26 de julho de 2017
Ano XXIX - Edição 1467
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

ESCOLA MUNICIPAL RURAL - Realidade do campo também presente no ensino

30/06/2017 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte deu início a discussões que deverão culminar na implantação da primeira escola de Três de Maio genuinamente do campo, com educação integral e uma proposta pedagógica adequada à realidade das comunidades do interior. Para isso, Município deverá receber, do Estado, a cessão de uso da escola estadual Benno Meurer, de Caúna; matrículas poderão ser feitas tanto por quem mora no interior quanto por quem reside na área urbana

Escola em Caúna deverá proporcionar 
ensino adequado à realidade do campo
Ideia é de que alunos, além do conteúdo teórico, tenham atividades como lidas em 
hortas e com animais. Proposta é de total integração entre escola e comunidade
A localidade de Caúna deverá receber a primeira escola de Três de Maio genuinamente do campo, com uma proposta pedagógica adaptada à realidade das comunidades do interior. A intenção é de que as atividades comecem já no início do próximo ano letivo.
O projeto vem sendo desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece) e a instituição funcionará na atual Escola Estadual de Ensino Fundamental Benno Meurer.
Para isso, o Município deverá receber, do governo estadual, a cessão de uso da escola, que ocupa uma área de quatro hectares - todas as turmas serão municipais, mas a estrutura continuará pertencendo ao Estado e, se dentro de cinco anos o Município cumprir o que ficar determinado, lhe será repassada.
"A agricultura, a sucessão rural, a sucessão familiar, essas são questões que sempre estão em debate e parece que as coisas não estão tendo o retorno que se espera", diz a secretária municipal de Educação, Tânia Georgi, reiterando que a proposta integrou o plano de governo e que o Estado tem interesse em conceder a cessão de uso da escola.
"Qual é a nossa visão? Pensamos que essas questões devem começar pela educação, pelas crianças, dentro de uma escola em que se tenha um currículo diferente do que temos atualmente, porque há várias escolas no campo mas o currículo é todo urbano. A base dos conteúdos pode ser a mesma, mas é preciso ter um diferencial na educação do campo", acrescenta Tânia.


Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

21/07/2017   |
21/07/2017   |
07/07/2017   |
07/07/2017   |
23/06/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS