Quinta-feira, 21 de setembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1475
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

30/06/2017 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - A ESCOLHA CERTA  - Ser ou não ser, eis a questão, é como costumeiramente se ouve dizer.  É uma questão de opção. Na vida de cada um, há o dia D, em que o cidadão precisa optar. Optar pelo caminho que vai trilhar. Quantas vezes se ouve pessoas dizerem: Errei. É a maneira sutil de se culparem pelo erro que cometeram ao escolher o caminho a seguir pela vida afora. É que existem muitos caminhos  e na hora de escolher faltou lucidez. Faltou visão. E não devia faltar lucidez e visão para a escolha dos trilhos a serem seguidos durante os longos anos da vida. Nada impede que o cidadão desorientado em relação à sua caminhada, aceite orientação. Nem sempre os pais têm capacidade suficiente para mostrar aos filhos por onde poderiam ou deveriam andar. Nada impede, pois, que os novatos busquem orientação de quem tem experiência. Os empresários e até os futebolistas precisam fazer as escolhas certas, quanto mais as pessoas. 

PRESIDENTE DA CÂMARA PISOU NA BOLA - O presidente da Câmara de Vereadores, pisou na bola, quando assumiu a palavra, pedindo que o governador do Estado, do partido do presidente e xará, que pedisse demissão. Os partidários peemedebistas não gostaram da manifestação, digamos, comprometedora do presidente, que adotou um discurso que deve ter agradado aos petistas e adversários do governador. Talvez, a manifestação tenha sido de caso pensado, porque não pode ter sido por ignorância ou ingenuidade, porque ele está cumprindo o sétimo mandato. Quem sabe, o presidente queira bandear-se, porque já comandou e entregou  de mão beijada a maioria no Legislativo, no início da presente legislatura. Há quem diga que ele, o presidente, talvez, queira largar a vida pública.

JOGADA PÍFIA - O colunista não esperava uma jogada tão pífia do presidente, a segunda em menos de meio ano. E isso que o colunista sempre tinha uma boa imagem do presidente que chutou contra a própria meta. 
 
VEREADOR SAI DO SÉRIO - Um vereador de Capão do Leão pisou na bola, também, quando largou na rede social uma bobagem, declarando que ele não precisa trabalhar, porque "o povo trabalha para ele".  

ANTES DE VIAJAR - O presidente Temer fez frases e mais frases de efeito, antes de viajar ao exterior. 

MAGISTÉRIO MAL REMUNERADO - Um levantamento recente constatou que os professores públicos ganham em média R$ 3,5 mil. Há os que ganham muito menos e alguns que ganham um pouco mais. A média dos vencimentos dos professores do Ensino Superior fica em torno de R$ 7,5 mil. Pouco para um profissional que forma todos os profissionais. Falta valorização, mas não há dinheiro nos cofres públicos. 

O POVO RECLAMA - E como reclama nas ruas, nas avenidas e nas calçadas de nossa cidade dos governantes e das autoridades em face de tudo o que está acontecendo. Estão na mira os governantes municipais, estaduais e federais. Ninguém se escapa. Há um descontentamento generalizado pelo pouco que fazem pelo povo, em retribuição aos altos tributos que somos obrigados a pagar. Os nossos governantes só estão dando desculpas baratas o tempo todo. Os governantes estaduais e municipais culpam o governo federal da difícil situação. E daí? 

UMA MELHORA TÍMIDA - Vem por aí. Os juros estão baixando, a inflação diminui e o desemprego está dando sinais de queda muito tímida e o PIB reage. O que, no momento está em jogo é a  salvação do País e esquecer as cores partidárias, que só cuidam dos seus interesses.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/09/2017   |
08/09/2017   |
01/09/2017   |
25/08/2017   |
18/08/2017   |
11/08/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS