Sexta-feira, 17 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Escola Amélio Fagundes deverá receber reforma geral da fiação elétrica

09/06/2017 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
No entanto, tudo ainda depende de procedimentos burocráticos. Um dos prédios, que tem três salas de aula, não é utilizado desde o começo de abril

Atualmente sem atividades em um de seus prédios, a Escola Estadual de Educação Básica Amélio Fagundes, de Independência, deverá passar por uma reforma geral em sua fiação elétrica - algo que nunca ocorreu. No entanto, embora os encaminhamentos já tenham sido feitos, ainda não há previsão quanto a datas.
Um dos seus cinco prédios não está sendo utilizado pela escola, por precaução, desde o início de abril, quando, após um temporal, houve problemas na parte elétrica dele - por exemplo, luzes não mais ligaram.
Não há interdição formal do prédio, mas, por a fiação ser antiga, adota-se a cautela. "Ele não pode ter sobrecarga de energia, e nesse prédio temos laboratório de informática, auditório, biblioteca e três salas de aula", conta a diretora da instituição, Márcia Suzani Bubanz.
Em torno de 50 alunos estudavam no local - eles foram remanejados para outras salas. Logo após o episódio de abril, o prédio já deixou de ser utilizado pela escola para atividades e ela contatou a 17ª Coordenadoria Regional de Educação (17ª CRE), com sede em Santa Rosa, que, posteriormente, acionou a 17ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas (17ª Crop), com sede na mesma cidade.
"O projeto de reforma geral da fiação elétrica da escola e de reforma de coberturas já está sendo feito, mas depende de encaminhamentos no Estado, há os passos a serem seguidos, a licitação", frisa a diretora. Ela diz que, além deste prédio, há um outro com problemas sérios, na cobertura e também na fiação.
O primeiro prédio da escola Amélio Fagundes foi inaugurado em 1970, e os outros dois, entre o final daquela década e o início da década de 80. Hoje, são aproximadamente 430 alunos, nos ensinos fundamental e médio. É a única escola de Independência que oferece ensino médio.

Prédio que não está sendo utilizado desde o começo de abril reúne
laboratório de informática, auditório, biblioteca e três salas de aula

FOTO: ESCOLA AMÉLIO FAGUNDES/DIVULGAÇÃO




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

10/03/2017   |
20/06/2016   |
29/04/2016   |
12/02/2016   |
12/09/2014   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS