Terça-feira, 22 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Notas Sandro Rambo

26/05/2017 - Por Sandro Rambo
Tweet Compartilhar
TRÊS DE MAIO I - No dia 9 de maio, no HSVP de Três de Maio, nasceu o menino  Jad Tlaz Farzat, com 3.830kg. Os pais, naturais da Síria, mas que  residem atualmente no Cairo, capital do Egito, vieram para o Brasil e escolheram Três de Maio para o nascimento do primeiro filho. Os pais, Mudar Tlaz Farzat, de 36 anos, e Fatimah Tlaz Farzat, de 22 anos, estavam ainda acompanhados da avó materna, Lamia Dalla.

TRÊS DE MAIO II- A cesariana foi realizada pelos médicos Gilvane Dahmer e Airton Bertaiolli, com assistência do médico Danilo Motta. O bebê  ficou aos cuidados da médica pediatra Sandra Viegas. A cesariana foi acompanhada ainda pela três-maiense Hadla El Hajjar, por falar o idioma dos pais. Durante o período que estiveram em Três de Maio, como não encontraram uma casa mobiliada para alugar, hospedaram-se no Hotel Franken, onde ficaram até o último dia 20. A confecção do  passaporte para o menino teve o apoio e orientação da Bruna Elicher e Haddla El Hajjar. (foto)

TRÊS DE MAIO III - O amigo que trouxe e aconselhou o casal a vir para Três de Maio para o nascimento do filho foi Nizar Sofani, de origem da Síria, naturalizado Dinamarquês. Tem 74 anos, fala 11 idiomas, é doutor em Economia e reside em Três de Maio há mais de um ano. É proprietário da empresa de investimentos Cia. Rio Grande Agrícola, e está atuando junto a Cotrimaio.

À esquerda, o médico Gilvane Dahmer, o pai Mudar e o bebê Jad

PROTESTOS I - Nada justifica os atos de vandalismo, violência e as depredações em alguns prédios públicos em Brasília, na quarta-feira, quando dos protestos das centrais sindicais. Protestar pacificamente é uma coisa, baderna é outra. Se existem barreiras policiais é porque dali os manifestantes não podem passar. Lamentável que algumas pessoas sejam instigadas à violência e depredação de patrimônio público e privado. Não é através de vandalismo que vamos garantir nossos direitos.  E agora, quem vai pagar essa conta? Novamente, os brasileiros que trabalham e pagam impostos.

PROTESTOS II: Aqui da nossa região, partiu um ônibus para Brasília, para participar do manifesto de forma pacífica.  De Três de Maio esteve presente o radialista João Pedro. (foto)   



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/08/2017   |
11/08/2017   |
04/08/2017   |
28/07/2017   |
21/07/2017   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS