Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1487
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

CÂMARA DE VEREADORES - Expofeira é exaltada durante o grande expediente, mas vereadores fazem ressalvas sobre preços de ingressos

12/05/2017 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Parlamentares relataram ter recebido reclamações da população sobre valores cobrados

Na sessão da última segunda, 8, da Câmara de Vereadores, a primeira das três deste mês de maio, a maioria dos parlamentares fez, durante o grande expediente, comentários sobre a 15ª Expofeira do Agronegócio - entre outros temas -, que havia sido encerrada um dia antes.
Os vereadores elogiaram e enalteceram a feira como um todo e o trabalho da comissão organizadora, de demais voluntários e de todos os que se envolveram na viabilização do evento.
Entretanto, alguns demonstraram não concordar, principalmente, com determinados valores de entradas praticados - achando-os caros para que o grande público, de modo geral, pudesse ir - e com a sistemática adotada, quanto à bilheteria, nos dois dias em que houve grandes shows.
Além disso, também relataram, no mesmo grande expediente, que chegaram até eles reclamações e críticas da população quanto a esses assuntos.
Naqueles dois dias, a gestão da bilheteria esteve sob o comando da GDO Produções, de Santa Catarina, produtora que trouxe à Expofeira os shows de Victor & Leo, em 30 de abril, e João Neto & Frederico, em 6 de maio - antes, no mesmo dia, se apresentou a banda de rock SantoGraau, também trazida pela GDO.
No dia 30, para pagar um valor mais acessível para entrar no parque Germano Dockhorn, o público tinha a opção de pagar R$ 10 entre as 10h e as 15h. Após esse horário, o valor era definido pela GDO, com base nos ingressos para o show de Victor & Leo - ou seja, seguindo a disponibilidade de lotes.
Com isso, após as 15h, mesmo que um grupo, por exemplo, quisesse entrar no parque apenas para visitar a feira, e não para, à noite, assistir ao show, o valor praticado era o dos ingressos para o show. No dia 6, o sistema foi parecido, com a diferença de que, entre 10h e 11h, o valor era de R$ 10, e, das 11h às 15h, de R$ 15.

Manifestações dos vereadores
"Poderia se fazer uma divisão, nos dias de grandes shows, do público dos shows e do público da Expofeira", disse o vereador Cleiton Felipe dos Santos, o Cisquinho (PP). A sessão, como tradicionalmente ocorre, foi transmitida pela Rádio Colonial, que posteriormente disponibilizou o áudio ao Semanal, a pedido da publicação.
"Isso (os valores) reflete naquele que vai expor seu material. Respinga nele a questão de não ter um público suficiente. A reclamação é dos dois lados (do público e dos expositores), porque a pessoa vai expor, acaba não tendo um público e isso a desanima, e daqui a pouco, na próxima edição, ela não vem mais (não tem interesse em expor)", acrescentou Cisquinho.
Vera Kuhler (PP) contou que "as pessoas nos procuraram e disseram que poderia ter sido mais acessível. Várias pessoas deixaram de prestigiar (a feira), atingindo, com isso, as vendas".
Ernani Weimer (PT) disse concordar com os colegas "de que houve um pouco de abuso nos preços", porque "a gente estava em contato com o povo e o povo reclamou". Flávio Pagel (PMDB) igualmente relatou que houve reclamação quanto a alguns valores dos ingressos. Também, que "a gente ouviu dos expositores sobre o valor alto dos estandes".
Nelci Ângelo Recalcati (PDT) afirmou ter achado "muito caros os preços dos ingressos" e "os preços do estacionamento, dos lanches e bebidas, tudo fora da realidade".



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

01/12/2017   |
24/11/2017   |
17/11/2017   |
17/11/2017   |
17/11/2017   |
10/11/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS