Sábado, 24 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Academia de muaythai terá aula inaugural na 2ª

24/03/2017 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Anderson Souza Vaz, que residia em Porto Alegre, tem 37 anos e é instrutor há sete

O instrutor de muaythai Anderson Souza Vaz realizará na noite da próxima segunda, 27, a partir das 19h30min, a aula inaugural da academia que ele abrirá em Três de Maio. As atividades, na segunda e posteriormente, ocorrerão no salão de festas do Oriental Futebol Clube.
Anderson, que já praticou caratê, capoeira, kung fu, judô e full-contact, tem 37 anos e morou a maior parte do tempo na região metropolitana de Porto Alegre. Na Capital, residiu nos últimos dois anos.
No muaythai há 24 anos e instrutor há sete, ele veio para a cidade há aproximadamente um mês, junto com sua esposa, Simone da Veiga Kochhann, natural de Três de Maio e com quem residia em Porto Alegre, onde se conheceram - lá, ele também atuava como vigilante.
Em Três de Maio, a academia levará o nome da Associação Guaíba Muay Thai (AGMT) - município da região metropolitana em que Anderson residiu -, que é filiada à Federação Gaúcha de Muay Thai Esportivo (FGMTE).
Hoje, são cinco academias da AGMT em Guaíba, e a de Três de Maio será a primeira fora da cidade da região metropolitana.

Aulas nas segundas e quartas
Pelo menos inicialmente, as aulas no espaço, que serão em grupos e adequadas às diferentes faixas etárias, ocorrerão nas segundas e quartas, das 19h30min às 20h30min - o muaythai, o boxe tailandês, é um dos esportes que compõem o conhecido MMA (do inglês mixed martial arts, ou artes marciais mistas).
De um total de 16 Khan - nível de grão-mestre honorário -, a graduação de Anderson é no 11º, com prajied vermelho e branco. O atual nível dele é de instrutor em treinamento - o prajied é uma corda trançada usada em um ou nos dos bíceps do lutador.
Ele é bicampeão gaúcho, em 1997 e 1998, em competições que reuniam também a modalidade de full-contact, mas diz que seu objetivo, o particular, não está em competir.
"Faço pelo amor ao muaythai. Tenho minha graduação só para eu poder dar aula, porque meu foco não são competições", diz. Haverá dois tipos de treinamento: o comercial e o para competições.
"No comercial, a pessoa vai aprimorar o condicionamento físico, aprender as técnicas, e vai fazer graduação se quiser. No treinamento para quem tem intenção de disputar competições, já vai ser diferente. O treino da parte física e das técnicas já vai ser mais pesado, muito mais intenso. No muaythai, são usados mãos, cotovelos, joelhos e pés", explica.
A intenção é de realizar exames de graduação a cada quatro meses. Na aula inaugural, gratuita, os presentes poderão conhecer a filosofia da academia. Além de técnicas de defesa pessoal, o muaythai proporciona condicionamento físico e qualidade de vida. O telefone de Anderson é (51) 98262-4658.

FOTO: MURIAN CESCA



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

16/06/2017   |
02/06/2017   |
06/05/2017   |
06/05/2017   |
07/04/2017   |
07/04/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS