Terça-feira, 23 de maio de 2017
Ano XXIX - Edição 1458
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Levantamento de infestação de Aedes aegypti deve ser realizado neste mês

10/03/2017 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Último índice é de outubro; levantamento direciona ações de controle. 
Previsão é de que os trabalhos comecem no dia 20

A Secretaria Municipal da Saúde pretende realizar neste mês, em conjunto com a 14ª Coordenadoria Regional de Saúde, que tem sede em Santa Rosa, o primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa) do ano.
De acordo com a titular da pasta, Gislaine Mella, o trabalho deverá começar no dia 20, uma segunda-feira, devendo se estender por cinco dias, com a atuação de integrantes da Vigilância Epidemiológica.
"O levantamento é de suma importância, pois identifica os criadouros predominantes e a situação de infestação do município e, com isso, permite o direcionamento das ações de controle para áreas mais críticas", diz a secretária.
Um índice de infestação inferior a 1% é considerado satisfatório. Entre 1% e 3,9%, a situação é considerada de alerta, e índices a partir de 4% representam risco de surto. O mais recente LIRAa realizado no município, entre 17 e 21 de outubro, apontou um índice de infestação de 0,7%.

Ações de combate ao mosquito
Gislaine explica que o levantamento é feito por meio de visitas a algumas áreas sorteadas. Os imóveis são visitados e, a partir disso, amostras são coletadas. "É coletada a água com larva depositada no recipiente. Essa amostra é identificada e, após, enviada para análise da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde", relata.
Ela diz que, em média, são realizados três Levantamentos Rápidos por ano, conforme orientação da Secretaria Estadual da Saúde.
Quanto ao combate ao mosquito Aedes aegypti - inseto transmissor da dengue, da febre chikungunya, do zika vírus e da febre amarela -, a secretária conta que "são realizadas todos os dias visitas dos agentes de combate a endemias, bem como a divulgação de folder educativo".
Há, ainda, conforme ela, a realização de visitas a pontos estratégicos, os quais, por suas características, podem contribuir para o surgimento de focos, 

FOTO: ARQUIVO JS

Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

06/05/2017   |
06/05/2017   |
07/04/2017   |
07/04/2017   |
07/04/2017   |
24/03/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS