Sábado, 7 de dezembro de 2019
Ano XXXI - Edição 1586
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Aumentam as queimadas ilegais no Estado e região

13/09/2019 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Além da ação humana, segundo o Inmet, as queimadas também podem ser causadas pelo tempo seco nas regiões

Até o fim de agosto, o número de focos de queimadas no Brasil havia atingido recorde dos últimos sete anos, com mais de 72 mil pontos registrados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O número é 83% maior do que no mesmo período do ano passado. A situação mais dramática ocorre no Estado do Amazonas, que decretou situação de emergência na região sul e na zona metropolitana de Manaus por causa das queimadas. 
As queimadas no Rio Grande do Sul não têm relação com o desmatamento, como na Amazônia, mas também atingem números elevados em 2019. Dados do Inpe mostram que o mês passado teve o segundo maior registro de focos para agosto desde o começo da série histórica, iniciada em 1998. Foram 1.647 casos detectados, abaixo apenas do observado em 2003 (2.728). A quantidade é ainda mais do que o dobro de agosto do ano passado. De janeiro a agosto, já foram registradas 3.942 queimadas no Estado.
 Além da ação humana, o Inmet aponta que as queimadas também podem ser causadas pelo tempo seco nas regiões. Segundo o instituto, 80% do território nacional fica sem chuva nesta época do ano, o que propicia que o fogo se espalhe. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

14/11/2019   |
14/11/2019   |
08/11/2019   |
25/10/2019   |
18/10/2019   |
11/10/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS