Quarta-feira, 16 de outubro de 2019
Ano XXXI - Edição 1579
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para consumo

01/03/2019 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - FALAR É FÁCIL, fazer é que são elas. Já ouviram alguém falar isso? E é verdade. Existem exemplos a valer de pessoas que falam, falam, falam e prometem montes de coisas, mas no frigir dos ovos, não fazem nada, ou quase nada. Tudo é puro lero-lero. São os falastrões que estão esparramados por aí. A política brasileira é um modelo de pessoas que vivem prometendo, mas lá adiante as promessas não viram realidade. Infelizmente, poucas vezes as promessas de campanha vêm à tona, frustrando os eleitores. É um exemplo típico de que é fácil falar, mas transformar a fala em ação não é nada fácil. O falador fácil frustra a quem acredita na fala bonita e bem arredondada. O que importa são as ações que trazem benefícios e  melhorias e não as falas balofas, sem conteúdo. 
NÃO FAZ MUITO TEMPO MUITOS BATIAM PALMAS PARA A VENEZUELA. E AGORA MUITOS, MUITÍSSIMOS BATEM O PÉ. 
PROPRIEDADE-MODELO - Num tempo em que muitos produtores rurais deixam sua propriedade rural e vão morar na cidade, para gozar a aposentadoria, ainda existem propriedades bonitas, propriedades-modelo. É o caso de uma propriedade em Santo Cristo, na localidade de Linha Revolta, que visitamos durante a semana passada. Lá se planta soja, milho, é verdade,  há máquinas agrícolas, mas também existe pomar com dezenas de variedades de frutas, tem horta, jardim com flores, potreiro com gado. É o tipo de propriedade recomendável, onde a gente se sente bem.  Com certeza, há outras que a gente não conhece. 
CRITICAR O ERRO DOS OUTROS É FÁCIL. MAS FAZER O CERTO É QUE SÃO ELAS. PRINCIPALMENTE, OS POLÍTICOS DE IDEOLOGIA ESQUERDIZANTE SÃO ESPECIALZIADOS EM REPARAR NOS ERROS OU NAS FALHAS DOS OUTROS. O QUE NÃO SABEM É OLHAR PARA O SEU UMBIGO.   
O HOMEM NEM COMEÇOU A GOVERNAR e já saem as primeiras pesquisas, avaliando o comando do novo governo. O presidente primeiro teve que cuidar de sua saúde, tratando de curar a facada que levou, que por milagre não o matou.  Pode uma coisa dessas? Por isso, que não dá para dar valor às pesquisas. Vejam os números que levantaram:  Bolsonaro tem 39% de ótimo e bom e 19% de ruim e péssimo na ótica da pesquisa. Seria recomendável esperar, pelo menos, meio ano para fazer a primeira pesquisa. Ninguém sabe quem faz as pesquisas e quem são os pesquisados. Os números, com certeza, mudariam com o local da pesquisa e as pessoas pesquisadas. 
VAMOS PARAR COM A BARULHEIRA  -  A falta de respeito continua. As motos com os canos de descarga aberto, correndo em alta velocidade no perímetro urbano. As festinhas noturnas também não respeitam o sono do cidadão. Volumes inacreditáveis, principalmente, nos finais de semana. É uma falta de respeito com os idosos, com os doentes e  com as pessoas que trabalham e precisam de descanso. Isso que existe lei, determinando os decibéis permitidos. Dá para dançar e se divertir com o som dentro dos limites. 
TRÊS DE MAIO PRECISA VALORIZAR o leite. Queiram ou não queriam,Três de Maio é a Capital Industrial do Leite. Não vão aqueles que nada fizeram pelo projeto, desmerecer e desvalorizar esta baita conquista. É melhor acreditar no leite do que em flores. Quantos municípios pelo Rio Grande afora desejariam sediar uma indústria igual a que Três de Maio sedia, que traz muitos milhões de ICMS para os cofres municipais.  
IPTU COM DESCONTO - Os bons pagadores, apesar de ter caído para 6% a taxa do IPTU para quem paga o tributo em parcela única, vão continuar com o velho costume. Ao menos, a maioria deles. Mas pedem encarecidamente que os maus pagadores sejam executados. 
ATÉ O PAPA FRANCISCO ESTÁ SE INCOMODANDO COM OS SEUS. 
BARBARIDADE!




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

11/10/2019   |
04/10/2019   |
27/09/2019   |
19/09/2019   |
13/09/2019   |
06/09/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS