Domingo, 26 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

26/09/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - VALORES - Não se trata, pois, de valores monetários. Destes muitos gostam muito mais do que de outros valores, que não são poucos. Os valores de que se fala são os das pessoas, muitos deles cultivados desde a mais tenra idade. Infelizmente, em nossos tempos de decadência moral, muitos deles são olvidados e até desprezados. Muitos não prezam sequer a verdade e cultivam a mentira. São capazes de mentir sem ruborizar. O dia a dia nos mostra isso através da imprensa. Mas ainda existem aqueles cidadãos que preservam a moral, os bons costumes e fazem uso desses predicados para caminhar no dia a dia pelos difíceis caminhos da convivência. As virtudes precisam ser valorizadas e incentivadas, para que se possa caminhar lado a lado sem dissabores e sem contratempos. Quem não carrega virtudes dentro de si é um ser deficiente. Desde a mais tenra idade, os pais precisam semear valores na terra inculta das crianças, para que elas possam adubá-los ao longo do tempo e fazê-los crescer com viço. Quem tem valores dentro de si precisa preservá-los. E quem não os têm deve buscá-los.

DESFILE NA SERRA - Neste 7 de Setembro, o colunista em férias, ou mais propriamente, em Suspensão Temporária de Atividades (STA)  fez um desfile diferente: desfilou pela Serra Gaúcha, diria germânica. Atravessamos os municípios de Dois Irmãos, Morro Reuter, Santa Maria do Herval, Picada Café, Presidente Lucena, Lindofo Collor, Ivoti, todos de colonização alemã. O detalhe: só se vê morros e mato. Abundam nestes morros as culturas de eucalipto, pinus e acácia e vez por outra também se vê exemplares de mata nativa. O estranho é que existem montanhas de madeira cortada, pronta para o consumo, sobretudo, de eucalipto, esperando a comercialização, que deve estar em baixa. 

O DESTAQUE - O grande destaque nesta breve gira pela Serra foi a visita ao Parque Municipal Histórico de Picada Café. É uma réplica dos tempos coloniais, onde se pode ver o moinho colonial movido à roda d'água, o antigo salão de bailes, os objetos do tempo da vovó. Um lindo local de lazer, preparado pela municipalidade para receber visitantes e turistas.

ESTRANHO - Neste ano, os desfiles dos gaudérios no Dia do Gaúcho pareceram bem mais encorpados do que os desfiles da Semana da Pátria. Então, que "nossas façanhas sirvam de modelo a toda terra". No entanto, ao que tudo indica, isso não é bem assim, porque nossas façanhas estão em queda vertical. 

TUDO TERMINOU - Os meses de agosto e setembro foram bem movimentados. Terminaram as Olimpíadas, as Paralimpíadas, passaram a Semana da Pátria, a Semana Farroupilha e, agora, vem a reta final do ano. Só estará em ebulição, nestes próximos meses, a Operação Lava-Jato, que está atenta à corrupção, que precisa acabar, como precisam acabar a desordem e a violência. Terminou, inclusive, a famosa gangorra da dupla. 

REFLITA: "Quem ganha presentes de empresas sem dar nada em troca?" Favor com favor de paga, diz lá o velho ditado. 

ESCASSEZ - Assustados com a escassez de recursos coletados para as eleições municipais, através de pessoas físicas, parlamentares de vários partidos estão articulando no Congresso, nas caladas da noite, a volta do financiamento empresarial de campanhas políticas. Seria o canal da reabertura do propinoduto. É, as pessoas físicas não se animaram a gastar dinheiro com políticos. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS