Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

01/07/2016 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - TODO CUIDADO É POUCO - Quantas e quantas vezes na vida já se ouviu dizer que todo cuidado é pouco. E isso vale mais do que nunca para o dia a dia de hoje em dia. Por todo lado nos esperam arapucas. Quando a gente se descuida, é logrado. Qualquer descuido pode servir para te tomarem a carteira, o celular, o smartphone. Não cuidou e os larápios levam o carro, quando não levam a vida por causa de um celular ou porque não carrega dinheiro na bolsa ou no bolso. Pior do que tudo isso é quando algum pedófilo te toma a inocência, ou um tarado safado pratica o estupro na marra. Ficar de olho sempre, pois. Também é preciso ter todo cuidado para não perder a liberdade de ir e vir, porque por todo lado estão armadas as arapucas dos espertos e ardilosos. Todo cuidado é pouco também nas compras, porque muitas vezes o inexistente é vendido a preços elevados por espertos negociantes. Há também espertos compradores que negociam, mas esquecem do pagamento. Cuidar-se das emboscadas faz parte do dia a dia. Feliz de ti se não tropeçares em armadilhas mil que existem pelo Brasil. 
"SE EU CONSTRUIR UMA BASE SÓLIDA, O AMANHÃ NÃO VAI ME PEGAR DESPREVENIDO SEM AS COISAS QUE DEVIA TER." A frase é da colunista Vilma Gryzinski, da revista Veja. 
CEVADA EM ALTA - Em ano de clima favorável a cevada está em alta. O plantio ocupará uma área de 40,5 mil hectares, área 15% maior do que na safra passada. O rendimento da cevada é 5% a 10% maior do que a do trigo. A expectativa para a safra deste ano é de 150 mil toneladas, produzidas por 2 mil produtores gaúchos. A cevada é transformada em malte. Matéria-prima para produção da cerveja e do chope. É preciso usar alternativas, inclusive na produção primária. 
FALÊNCIA NOS MUNICÍPIOS - A falência não está acontecendo apenas nos estados, mas também muitos municípios estão à beira da falência. Mais de 500 municípios brasileiros já estão atrasando o pagamento dos vencimentos dos servidores, conforme recente levantamento. Os prefeitos precisam fechar as torneiras. Olho aceso, porque é ano de eleições municipais. 
A SONEGAÇÃO CAMPEIA - Já se escreveu tantas vezes que o grande, o maior mal dessa pindaíba econômica toda é a sonegação. Ainda agora, a Secretaria Estadual da Fazenda tenta recuperar R$ 549 milhões sonegados de ICMS. Muitas empresas não emitem sequer nota fiscal.
QUANTO PRECISA alguém para sobreviver dignamente? Boa pergunta, pois. Depende de que alguém se trate. Há alguém econômico que precisa pouco. Há alguém gastão que precisa muito.
FRAUDULÊNCIA - Ela, a fraudulência, está solta. Frauda-se em concurso público, frauda-se no queijo compensado e também no leite compensado. Mas fraude até em água mineral é dose da dose. 
O DESVIO DO CRÉDITO CONSIGNADO VAI A R$ 100 MILHÕES. NÃO HÁ ONDE NÃO BULIRAM. 
SEM AJUDA AOS MUNICÍPIOS - O presidente interino avisa: governo federal não vai ajudar municípios em crise. Vai haver choradeira. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS