Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

27/11/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - O ÓDIO É UM VÍRUS - Ainda não tem tratamento o ódio. E, por isso, está disseminado por todos os recantos do planeta. A cada novo dia surgem novos focos de ódio e rancor. E o vírus da raiva se espalha cada vez mais em proporções nunca dantes havidas. O homem mata o homem. O homem mata o irmão, perpetuando a síndrome de Caim e Abel. O quadro é assustador ao redor do mundo. As cenas de violência que espoucam por toda parte, são manifestações odiosas, que partem de seres humanos que perderam a noção do amor. Foram contagiados pelo vírus do ódio. Matar a mãe o filho, o pai a filha, o irmão o irmão são atos carregados de puro ódio. E disso o mundo está cheio. Esquartejar o namorado a namorada é ódio demais e ausência de amor total. Se há remédio para isso? Se há benzedeira que possa com galinho de arruda espantar este vírus mortal? Nos quadrantes do mundo os terroristas matam com ganas seres humanos indefesos, derrubam aeronaves e se gloriam dos feitos. E o pior está por vir, dizem. 
DOIS DÍGITOS - É de dois dígitos, ou seja, 10,04% a previsão para a inflação de 2015: a maior desde 2003. E para 2016, a perspectiva da inflação é de 6,98%, bem acima do teto. Resultado do desarranjo de nossa economia, que estagnou. No entanto, a presidente Dilma garantiu lá da distante Turquia que o ministro Levy "fica onde está", apesar dos insistentes boatos de sua saída.
SAI CARO - Mas é necessário e indispensável. O esquema de segurança para os Jogos Olímpicos de 2016, pela estimativa, pode custar aos cofres públicos 1,5 bilhão. 
IMPOSTÔMETRO - Continua bombando. Atingiu 1,8 trilhão de impostos recolhidos 21 dias antes em relação ao ano de 2014. São impostos federais, estaduais e municipais pagos pelos contribuintes. É uma montanha de dinheiro, quase sempre, mal gasto. 
TODOS ESPERAMOS QUE NA VIRADA DO ANO COMECE A SOPRAR UM VENTO MAIS BRANDO DAS BANDAS DO OTIMISMO, DO RINCÃO DA ESPERANÇA. 
MAU TEMPO - A nossa região não pode se queixar do mau tempo. Não tem ocorrido vendavais, granizo e chuva em excesso. Enquanto isso, em outras regiões São Pedro tem sido inclemente. As chuvas em excesso podem prejudicar as culturas de verão, principalmente, soja e arroz. Até o momento, menos de 50% da área disponível para a soja, foi plantada. O período recomendado encerra, entre 10 e 15 de dezembro, mas o período preferencial vai até fim de novembro. 
"RUIM COM A CPMF, PIOR SEM ELA". A frase é do ex-ministro da Economia, Maílson da Nóbrega. Criar impostos não é a solução, dizem outros. E o seu ponto de vista qual é? 
DEU MACRI NA ARGENTINA - Conforme a coluna tinha previsto deu Macri na tábua no vizinho país. O candidato de centro direita venceu o pleito no segundo turno com relativa vantagem. Os argentinos buscam sair do deprimente governo de Néstor e Cristina Kirchner, que massacraram a economia do país durante os 12 últimos anos. Macri obteve 52% de apoio do eleitorado argentino. Maurício Macri tem ideias liberais e vai privilegiar uma economia capitalista sem abandonar o social, que foi a marca do Kirchnerismo. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS