Terça-feira, 15 de outubro de 2019
Ano XXXI - Edição 1579
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

25/09/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - NEM DIREITA, NEM ESQUERDA, O LUGAR DA BOLA É NO CENTRO - Desde muito cedo, desde o tempo de guri, não fui de extremos. Joguei na esquerda, na direita também. Ponteiro no antigo sistema 4-1-5. Também joguei no meio com a 5. E foi lá que me senti bem e me adaptei. Talvez, por isso, sou liberal. Do meio. Hoje, se digladiam entre esquerda e direita. Cada um decanta suas vantagens. A esquerda estatizante, defensora dos pobres e das minorias. A direita capitalista, exploradora e opressora. Raramente se cogita do centro, onde é o lugar da bola. É ali que se dá a saída. É ali que gosto de jogar, no centro, porque é ali que me sinto liberal. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Não adoto ideologias, nem de direita e nem de esquerda. Sou adepto de doutrinas sadias, de justiça, de paz e concórdia. Evidentemente, quem joga no centro, precisa olhar para os lados. Ora para a direita, ora para a esquerda. E tem condições de enxergar os erros que se cometem nas duas extremidades. E não são poucos. Talvez, a escassez de ocupantes da área central, determine que haja tantas falhas nos diversos segmentos, sobretudo públicos, onde se cometem tantas barbaridades que bradam aos céus. Os ocupantes desta área querem justiça, segurança, paz e o direito de viver humanamente, sem sobressaltos. É preciso explicar, para evitar rotulação. 
HÁ OS QUE FAZEM MUITO COM POUCO E HÁ OS QUE FAZEM POUCO COM MUITO. 
"Podemos fazer como a Itália, que começou a se desenvolver e deixou o governo de lado, com suas crises, a Máfia". A frase é de Adelino Colombo. 
POR QUE O DESPERDÍCIO? - É oportuna a pergunta em tempo de séria crise no Estado, onde falta dinheiro para tudo. Por que, sim, por que cada deputado estadual tem 28 assessores ganhando salários polpudos para fazer o quê? Não chegariam que fossem cinco assessores? 
PODE VOLTAR - A taxa do CPMF - Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira, o imposto do cheque, extinto em 2007. "Por enquanto é burburinho, vamos esperar o que vai acontecer nos próximos dias", foi o quanto disse o vice, Michel Temer. 
DEBANDADA - Dos 68 prefeitos do PT do Estado de São Paulo, 18 debandaram, largando a sigla, acusando desgaste. A ex-ministra Marta Suplicy também se bandeou para o PMDB e aqui no Estado o senador Paulo Paim também está deixando a legenda petista. 
É PRECISO PEGAR - Todos os sonegadores e negadores de contas. Nesta carestia de dinheiro, é a primeira e principal providência das Receitas Federal e Estadual. As apreensões de mercadorias contrabandeadas já teve um incremento de 4,93%, no primeiro semestre em relação ao ano anterior.
No Estado é um horror a falta de fiscalização da Receita. Muitos postos estão desativados. Pode?
CAÇANDO VEADOS - Soube-se que no interior de Três de Maio apareceram caçadores fortemente armados caçando veados dentro de uma propriedade, onde há gado vacum, ovelhas e também cabritos. Ao invés de acertar nos supostos veados, acabam acertando em cabritos e ovelhas. O proprietário, que não tem e não usa arma, porque a lei não permite, está com medo e não entende a legislação que proíbe o uso de arma para defender sua propriedade. Aliás, ninguém entende esta lei absurda. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

11/10/2019   |
04/10/2019   |
27/09/2019   |
19/09/2019   |
13/09/2019   |
06/09/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS