Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

16/01/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - INTOLERÂNCIA RELIGIOSA - Se os cristãos quiserem recordar comigo o que foi a história inicial do cristianismo, haverão de lembrar que foi pura intolerância religiosa. Os judeus não aceitaram a vinda do Cristo e a doutrina que pregava. A Bíblia está eivada de fatos e episódios, que mostram quão intolerantes foram os judeus com o Salvador. Não foram apenas perseguições, desde o nascimento de Cristo, mas o tempo todo o atormentaram e o conduziram à morte. Morte de cruz, reservada àqueles que não estavam do lado de César. Ao longo dos séculos houve muitos momentos de intolerância, quando as partes discordantes sempre se revelaram com violência. Tanto na religião, como na política e movimentos ideológicos, muitos cidadãos não aceitam, não toleram ideias discordantes. E matam e brigam e se manifestam com violência. É o ser humano que não aceita a liberdade de expressão, a liberdade de manifestação, a liberdade de ação. Não é de estranhar, pois, que continuem existindo fundamentalistas intransigentes, que matam por ideais religiosos. É preciso ter fé, mas não matar por causa da fé. Falta luz para iluminar as ideias.

"Nunca minta deliberadamente. Mas, às vezes, convém ser evasivo." Margareth Thatcher, ex-chanceler, mão de ferro, da Inglaterra. As recentes mentiras oficiais brasileiras seriam deliberadas ou teriam sido apenas evasivas, quando dizem não saber de nada lá no alto da ilha da fantasia?

INFLAÇÃO OFICIAL - Já foi divulgada a inflação oficial de 2014, que bateu nos 6,41%, abaixo do teto de 6,5%. Quase bateu na trave. Logicamente, a inflação extra-oficial foi bem acima disso. Mas nunca vamos saber o verdadeiro índice inflacionário do ano em que tivemos um PIB quase zero.

MORTES, MUITAS MORTES - Esta é a marca inicial de 2015. Na França, motivados pela intolerância, 20 cartunistas, terroristas e inocentes perderam a vida, de forma truculenta. E em apenas duas semanas, o espetáculo triste foi dado pela capotagem de ônibus, ceifando cerca de 20 vidas.

FOGO AMIGO - O segundo mandato da todo-poderosa Dilma Rousseff começa enrolado. Bate-boca entre ministros desde a primeira hora. Pelo sim e pelo não, muitas críticas à qualidade dos ministros escolhidos: uma verdadeira salada de frutas. A ex-ministra da Cultura, Marta Suplicy, virou os arreios e atacou o partido que ajudou fundar. Está magoada e parece que vai abandonar o barco. Não lhe deram nenhum ministério e nas próximas eleições poderá ser candidata por outra sigla. Ufa! É clima quente na ilha da fantasia.

INÉDITO - Em 60 anos de história do município de Três de Maio não aconteceu nada parecido. Acontecimento inédito, pois, a inauguração, no dia 12, da Nutrifont Alimentos - uma joint-venture entre a BRF e o Carbury Group, investimento de R$ 130 milhões. A multinacional irlandesa vai produzir em terras tresmaienses um produto inédito: proteínas à base de soro de leite. O acontecimento fará parte da história de Três de Maio. É mais uma alavanca para nosso desenvolvimento econômico.

MAIS CALOTE - Exemplos arrastam, diz o ditado. Com tanta corrupção e motretagem ao longo do território brasileiro, o leite faz parte da astúcia dos que querem ganhar dinheiro fácil. Agora, são os atrasos de pagamento que atingem 20 mil famílias gaúchas. Sem dúvida, isso conspira contra o êxito da atividade da bacia leiteira em franco desenvolvimento. Os compradores de leite poderiam ter mais consciência e pagar pontualmente os sacrificados produtores.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS