Terça-feira, 15 de outubro de 2019
Ano XXXI - Edição 1579
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

23/12/2014 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - ACREDITAR EM QUEM? Eis a questão. Acreditar é uma coisa. Ter fé é outra. Tem fé quem aceita como verdadeiras coisas que são impossíveis de constatar, inclusive, cientificamente. Dogmas, por exemplo. A existência de um Deus é questão de fé. Quem não acredita em Deus não tem fé. Se alguém está falando a verdade, ou está faltando à verdade, é questão de crédito. Mas neste momento crítico da nossa história, acreditar em quem? Antigamente, o mentiroso ficava vermelho. Mas os desavergonhados mentirosos de nosso tempo se esmeraram tanto que não mudam mais de cor. O ex-presidente não sabia do mensalão. A presidente nada sabia das falcatruas da Petrobras. Os deputados afirmam que não receberam propina. Os ministros também garantem que não receberam um tostão de propina. Até senador velhaco jura que jamais recebeu um centavo de propina. Acreditar, pois, em quem? Tudo precisa de provas e provas substanciais. É triste, muito triste, quando se chega a este ponto, porque a mentira é como o vírus que contamina a todo mundo. O que fazer no dia em que você não pode mais acreditar em ninguém, porque todos falseiam, ou quase todos? Dá para acreditar naquele menino da manjedoura. 

PESQUISA PÓS-ELEIÇÕES - Cerca de 70% dos brasileiros, na primeira pesquisa depois das eleições, acham que a presidente Dilma está envolvida, em maior ou menor grau, nos episódios de corrupção da Petrobras. 

O PRECONCEITO CONTRA IDOSOS EXISTE. BASTA ENVELHECER PARA SER ESCANTEADO. SÓ QUE O PAPAI NOEL TEM QUE SER VELHINHO. 

"É preciso impedir a excessiva intervenção estatal no setor de petróleo, como tem acontecido no Brasil". Michael Ross, cientista político americano. 

ANO JUBILAR - Três de Maio completou, no dia 15 de dezembro, 60 anos de emancipação político-administrativa. Através da Lei n ° 2526/1954, aprovada pela Assembleia Legislativa, a então Vila Buricá se separava de Santa Rosa. A instalação do Município aconteceu, no dia 28 de fevereiro de 1955. Todo ano de 2015 será considerado ano jubilar e todos os eventos do próximo ano farão parte dos 60 anos de existência de Três de Maio. Será um ano de festa e de muito trabalho e realizações, para honrar o que está escrito no nosso brasão: Venceu pelo Trabalho.

EFEITO CASCATA - Depois do aumento desproporcional concedido aos ministros do Supremo, no valor de R$ 33.790,00, veio o efeito cascata. Deputados, ministros, senadores, governadores, secretários. enfim, todos vão beneficiar-se. Apesar da choradeira toda na montagem do novo governo do Estado, os deputados vão passar a ganhar R$ 25. 322,00. E os secretários de Estado,cujo salário era de 11.500,00 mil passam para 18.991,00 mil. O governador passa para 25.322,00 mil. As secretarias serão, no máximo, 19, ao invés das 29 do atual governo. Aí vai haver poupança na estrutura. A choradeira em torno da miséria é grande, mas os salários não são de desprezar, comparando com o que se paga por aí. 

ESTAMOS EM SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DE ATIVIDADES/STA, ATÉ 12 DE JANEIRO. NATAL FELIZ E 2015 DE PROSPERIDADE.

MAU ANO PARA MUNICÍPIOS - Termina um dos piores anos dos últimos tempos para os municípios, porque metade dos prefeitos fecha o ano no vermelho. Muitos municípios não têm recursos para pagar o 13° e a folha de dezembro. Três de Maio, apesar das dificuldades, não está incluído entre os municípios que vão terminar o ano no passivo. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

11/10/2019   |
04/10/2019   |
27/09/2019   |
19/09/2019   |
13/09/2019   |
06/09/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS