Quinta-feira, 22 de agosto de 2019
Ano XXXI - Edição 1571
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

14/09/2012 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - OS TEMPOS ESTÃO MUDANDO  -  Parece-me que estou delirando. Me belisco para ver  se de fato estou bem consciente. Refiro-me ao julgamento do Mensalão. Acreditava piamente que os ministros absolveriam todo mundo, porque acreditava no modelo de impunidade em vigor. No máximo, entendia que alguma ovelha negra seria sacrificada. Mas para surpresa geral, os ministros do STF resolveram dar um exemplo sem precedentes na nossa história, mesmo os vinculados ao governo, condenando dentro da lei os mensaleiros envolvidos no escândalo do Mensalão. Pelas primeiras condenações ficou comprovado que estamos vivendo novos tempos. Os ministros simplesmente surpreenderam e condenaram os que se avançam no dinheiro público. Temos muito a comemorar. Até que enfim.
PERFIL MUDOU  -  O mercado de trabalho mudou sua fisionomia. Não muitos anos atrás, os trabalhadores tinham pressa em se aposentar. Em apenas uma década, jovens e pessoas com idade, a partir de 50 anos, inverteram os lugares na composição da força de trabalho. É que as pessoas maduras estão tendo preferência no mercado de trabalho.
AVACALHAÇÃO  - Bons políticos se preocupam em fazer uma campanha digna, edificante, elucidativa, porque é isso que o eleitor espera de pessoas educadas. A avacalhação é própria daqueles que têm baixo nível. É som alto em horas impróprias. É discurso esculacho. É o escambau.
E A GATUNAGEM NÃO PARA - Agora botaram a mão na Previdência. O golpe na Previdência foi de R$ 47,9 milhões. A maior parte dos valores foram pagos indevidamente, sendo obtidos com a utilização de atestados falsos. Apesar das condenações do mensalão pelo STF, os gatunos continuam ousando.
PIB IRREQUIETO  - O Produto Interno Bruto/PIB neste ano está deveras irrequieto. É pela 5ª vez que é retocado. Os economistas reduziram a previsão do PIB deste ano de 1,73% para 1,64%. Isso, apesar das medidas de incentivo à economia. Esperem que vem mais pacote por aí. O ministro da Fazenda, como sempre, está dourando a pílula, tendo apostado em 4% o PIB deste ano. Olha!
ELES TÊM OJERIZA PELO BARBOSA - O ministro Joaquim Barbosa do STF, se fez ministro pelas mãos do ex-presidente Lula. Ele tem se notabilizado pelo rigor com que julga os réus da ação penal 470 - o episódio do Mensalão. Ele se transformou no principal algoz do bando do Mensalão. E, porque o PT tem muitos de seus membros envolvidos no processo, eles têm forte OJERIZA pelo ministro da Corte Suprema. Que caráter o do primeiro negro ministro do Supremo e de Gilmar Mendes, que refugou cantada do ex-presidente! Bem diferente o ministro Dias Toffoli, que não foi capaz de declarar-se impedido.                                                                 
O MODELO ATUAL, BASEADO NO CONSUMO INTERNO COM CRÉDITO FARTO, ESTÁ ESGOTADO. Mas continua se insistindo na fórmula que uma vez deu certo.
E FALANDO NISSO  -  Quase um terço dos brasileiros está endividado. Mais de 60 milhões de pessoas já têm algum empréstimo. E o endividamento é incentivado pelo próprio governo. A estratégia do governo  - lembram-se? - foi aumentar o consumo interno oferecendo não um aumento de poder de compra, mas do poder de financiamento. Esta cultura de endividar-se está errada. Não temos o hábito da poupança. 


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

16/08/2019   |
09/08/2019   |
02/08/2019   |
26/07/2019   |
19/07/2019   |
12/07/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS