Sexta-feira, 6 de dezembro de 2019
Ano XXXI - Edição 1586
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para consumo

18/10/2019 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - MISSÃO SAGRADA - É o do mestre ou da mestra. Diria que o magistério é um outro sacerdócio, porque salva vidas da ignorância, que é uma doença mortal. Se o sacerdote cuida da alma e da espiritualidade das pessoas, o professor, que prefiro chamar de mestre, cuida da integridade intelectual. Ser mestre não significa cumprir uma obrigação legal de dar aulas e ministrar lições para obter uma mensalidade mal paga. O valor do educador reside exatamente na diferença de quem se dedica ao bem-estar do alunado, ensinando a viver condignamente e aqueles que só cumprem a obrigação de dar aulas. Quem abre caminhos ao alunado é um educador e quem apenas ensina fórmulas é um mero professor. 

TRISTE REALIDADE - O IPERGS é uma triste realidade para quem contribui e contribuiu ao longo de meio século. Vários professores e funcionários públicos estaduais já fizeram esta constatação. Chega-se à conclusão de que, se o valor da contribuição encaminhada ao fundo do IPERGS, fosse depositada numa conta rendendo juros, hoje, esta conta renderia mais do que os vencimentos do contribuinte. Inicialmente, eram 11% ao mês, depois passou para 13,5% e atualmente são descontados do salário do servidor 14% ao mês. E, não se assustem os funcionários do Estado, o governador está propondo um desconto de 16% e 18% para determinadas categorias. Quer dizer, é uma triste realidade e uma notícia bombástica. O pior é que o funcionário do Estado não tem assistência garantida.

QUAIS OS CRITÉRIOS? - Não se sabe quais são os critérios adotados para implantação de obras de asfalto em ruas de nossa cidade. Certamente não é o da necessidade ou da importância para o uso da população. Ruas, onde circula meia dúzia de veículos por dia, estão recebendo asfaltamento, enquanto trajetos muito movimentados quase no centro da cidade, como é o caso da Rua Eng. Jorge Logemann, não será contemplada.

O EMPRÉSTIMO DARÁ PANOS PARA MANGAS - São muitos os contribuintes com os cofres públicos que estão chiando e forte relativamente ao empréstimo de 15 milhões da administração municipal, aprovados pela Câmara de Vereadores por unanimidade. Este empréstimo deverá ser quitado pelas futuras administrações, reclamam os cidadãos descontentes. Num tempo de vacas magras, ninguém bate palmas numa situação dessas. Claro que isso vai ter forte repercussão na campanha eleitoral daqui a um ano.

POLÍTICOS ABRIRAM A MÃO - Vários deputados de diversas siglas e até o senador do Podemos, Lasier Martins, que não tem muita ligação com Três de Maio, destinaram recursos para o Hospital São Vicente de Paulo. Estranho é que não vejo parlamentar do partido do prefeito, nem deputado e nem senador, até o momento, entre os que contribuíram com a nossa casa de saúde. 

SAUDADE DOS VELHOS TEMPOS - Este colunista se refere ao Dia do Professor dos velhos tempos, Os alunos promoviam nesta data uma festa extraordinária, homenageando os mestres. Acontecia lá no velho Cardeal Pacelli uma sessão literária solene, promovida pelo Grêmio Estudantil, em que os alunos cantavam, declamavam, dançavam, pronunciavam peças oratórias. Era um intercâmbio fabuloso. O Dia do Professor não era apenas um feriado.

"FELIZ AQUELE QUE TRANSFERE O QUE SABE E APRENDE O QUE ENSINA". Cora Coralina.

POR QUE NÃO O LEITE? - Dialogando com um destacado empresário da cidade, o mesmo lamentou que não se desse mais importância ao leite em Três de Maio, já que o município sedia uma das mais importantes indústrias leiteiras do Estado e até do país. A unidade industrial aqui sediada, segundo o decepcionado empresário, é a empresa que traz o maior retorno de ICMS para os cofres municipais. É verdade, aqui não se fala mais no Programa de Produção do Leite. "Tudo, tudo por motivos fúteis", concluiu o queixoso empresário.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

29/11/2019   |
22/11/2019   |
14/11/2019   |
08/11/2019   |
01/11/2019   |
25/10/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS