Quinta-feira, 18 de julho de 2019
Ano XXXI - Edição 1566
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Tormenta no meio da noite

05/04/2019 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Em meio ao escuro o vento balança agitadamente os galhos das árvores lá da rua. Em pouco tempo, os raios e os trovões se tornam constantes, em meio à noite agitada.
O pânico toma conta dos maus pensamentos, e o medo desfaz um sorriso radiante, dando lugar a lágrimas que, embora não escorram pelo rosto, enchem abundantemente seus olhos cor de mel.
Pobre menina, que tão pequenina, jazia sozinha em seu quarto, olhando através do vidro da janela, o tempo desmoronar.

Ao abrandar dos ventos, vieram pequenos pingos, que ao molhar o quintal deserto, acalmavam os ventos e levavam para um remoto passado o seu amedrontar. Com isso acalmou-se o tempo, e acalmou também a menina, que novamente sorria, assim como a lua que iluminava o canto escuro de uma nuvem, assim como um sorriso, ilumina um rosto triste.
Assim finalmente cessa a chuva, os ânimos amenizam, o sono vem e a menina dorme num sono de princesa, para agora sonhar com noites calmas e brilhantes, com não só a lua iluminando o céu; mas também as estrelas, e só acordar de manhã, para depois de um novo dia, ter uma noite perfeita, como nos sonhos de princesa.

Natasha Scheibler Ré 
Livro "60 Anos, Sonhos e Frutos"



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

07/06/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
01/03/2019   |
01/02/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS