Quarta-feira, 14 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Cartório Salomão recebe autorização para apostilar documentos para o exterior

06/09/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Sempre que um documento precisa ter validade fora do Brasil, ele deve ser apostilado por uma autoridade certificadora

O Conselho Nacional de Justiça autorizou o Cartório Salomão de Boa Vista do Buricá a legalizar documentos que precisam ser apresentados no exterior.
Segundo o Oficial do Registro de Imóveis e Tabelião de Protestos, Marcos Salomão, a autorização segue as normas da Convenção da Haia, um Tratado Internacional que visa simplificar o processo de autenticação de documentos a serem usados no exterior, promulgada no Brasil pelo Decreto 8.666/2016.
Na prática, explica Salomão, sempre que um documento precisa ter validade fora do Brasil, ele deve ser apostilado por uma autoridade certificadora, que é credenciada pelo poder Judiciário do Brasil. "Quando o documento é recebido no exterior, também é analisado por outra autoridade certificadora. Isso garante a segurança jurídica na circulação de documentos pelo mundo", informa.
Na Comarca de Três de Maio, o Cartório de Boa Vista do Buricá é a única autoridade certificadora até o momento. O custo para apostilar um documento é R$ 45,30. 

No registro: Cidadã de Humaitá Marlise Schwade Ludwig apostilou documentos para enviar para Argentina

FOTO: DIVULGAÇÃO



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

09/11/2018   |
09/11/2018   |
09/11/2018   |
01/11/2018   |
01/11/2018   |
01/11/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS