Sábado, 15 de dezembro de 2018
Ano XXX - Edição 1537
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Maioria dos municípios da região perde população

31/08/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Dos 17 municípios da região pesquisados pelo Semanal, apenas Santa Rosa não perdeu habitantes no último ano. Três de Maio, conforme estimativa do IBGE, perdeu 2,28% de sua população, ou seja, 559 habitantes na comparação com o ano passado. Já em relação ao Censo de 2010, população de Três de Maio aumentou em 212 habitantes

O IBGE divulgou na última quarta-feira, 29, as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2018. 
O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,2 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,7 milhões de habitantes), Brasília e Salvador (cerca de 3 milhões de habitantes cada). 
No ranking dos estados, os três mais populosos estão na região Sudeste. O Rio Grande do Sul conta com 11.329.605 habitantes, sendo o 5º com maior população. 
Ao todo, o país tem mais de 208 milhões de habitantes. 

A estimativa da população na região
Dos municípios da microrregião, a maioria deles teve diminuição da população na comparação com 2017.
Três de Maio encolheu em 559 habitantes. Em 2017, tinha 24.497 habitantes e, neste ano, a estimativa é de 23.938, uma diminuição de 2,28% da população. Contudo, na comparação com o Censo do IBGE de 2010, o número de habitantes aumentou em 0,89%, passando de 23.726 para 23.938, ou seja, 212 habitantes a mais.
Entre os municípios da região pesquisados pelo Semanal, Alegria foi o que mais perdeu população, com uma redução de 11,84%, passando de 4.037 (ano passado) para 3.559 (neste ano), ou seja, menos 478 habitantes, seguido por Dr. Maurício Cardoso, com uma redução de 9,21%, e Tuparendi, com 6,05%.

Metodologia da contagem
Os números de acréscimo ou diminuição da população podem ser explicados, conforme o IBGE, porque o método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.
De acordo com o instituto, as estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da lei nº 8.443/1992 e à lei complementar nº 143/2013.
As informações e coleta de dados do próximo Censo do IBGE - a ser divulgado no ano de 2020 - já começaram a ser feitas. O procedimento é considerado mais amplo e completo, pois percorre todos os domicílios do Brasil.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

30/11/2018   |
30/11/2018   |
23/11/2018   |
16/11/2018   |
09/11/2018   |
09/11/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS