Quarta-feira, 20 de junho de 2018
Ano XXX - Edição 1512
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para consumo

08/06/2018 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - ESCANTEADOS  - Infelizmente o escanteio existe e não se trata de futebol. Este tipo de escanteio é doloroso e injusto. Acontece nas famílias e na sociedade. Infelizmente. Praticamente todas as pessoas passam por isso. Quando chega a idade, a doença, aí vem o escanteio. Perceberam?  Exatamente no momento em que deveria crescer o apoio, vem o escanteio. Claro que isso é ruim. Sem dúvida, o respeito ao ser humano que deu tudo de si ao longo da existência deveria existir até o último dia. Muitas comunidades são injustas com seus líderes e cidadãos atuantes do passado, não lhes dando o valor merecido, escanteando-os. Os cidadãos do passado não devem e não podem perder o valor. Não há injustiça maior do que o escanteio, que se chama esquecimento. 

CADA VEZ MAIS O CIDADÃO É REFÉM DA VIOLÊNCIA.

O RUIM DA GREVE -  Dos caminhoneiros foi o impensado apoio dos agricultores, da população  e das 380 prefeituras do Estado, incentivadas pela Famurs. Felizmente, reconheceram o erro, quando se deram conta de que os prejuízos seriam incalculáveis e os transtornos passaram da conta. Quem vai pagar a conta? Todos nós os contribuintes.

O BOM DA GREVE - Com esta paralisação de 10 dias quem ganhou foram os caminhoneiros e as grandes empresas proprietárias de caminhões. E os aproveitadores.

BOAS PERSPECTIVAS PARA O TRIGO - Nos últimos anos, as safras do trigo na região não foram boas. O clima não colaborou e nem os preços. No entanto, nesta safra, cujo plantio se encerra em junho, está pintando bem, porque o clima é favorável e os preços, com a valorização do dólar, estão mais convidativos. Mas lá adiante tudo pode mudar. 

NESTE MOMENTO É PRECISO INVESTIR NO CIDADÃO E NÃO EM EQUIPAMENTOS E MÁQUINAS. Um recado aos administradores públicos.   

DIVERSIFICAR MAIS -  Agora se sabe, através da pesquisa de técnicos, que nossa região é a maior produtora de leite do Estado e uma das maiores do País e  que a nossa região tem solo e clima propícios para a cultura de frutas cítricas e uvas. Há, pois, terreno fértil para diversificar. Mas é preciso incentivar. 

PREJUÍZOS BILIONÁRIOS  - Infelizmente, a greve dos caminhoneiros, apesar de ter sido benéfica para a categoria, registrou prejuízos bilionários na nossa combalida economia. A indústria gaúcha teve um prejuízo de R$ 2,9 bilhões nos 10 dias de paralisação.  E os cofres do Estado deixam de arrecadar R$ 150 milhões, recursos que vão faltar para pagar os servidores públicos, que recebem os seus vencimentos atrasados, há muitos meses. Os R$ 0,46  centavos conquistados pelos caminhoneiros por litro de diesel vão custar aos cofres da União R$ 13,50  bilhões,  que nós contribuintes vamos pagar. Uma conta pesada. 

UMA PERGUNTA, TALVEZ INDISCRETA - Prefeituras municipais e a população apoiam greve de professores?  

QUEM MAL LÊ, MAL FALA E  MAL ESCREVE. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/06/2018   |
01/06/2018   |
25/05/2018   |
18/05/2018   |
11/05/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS